Fale Conosco

5 de outubro de 2017

Paraíba sedia simpósio sobre soluções bélicas e Polícia Militar realiza exposição de fotos



paraíba sedia simposio sobre solucoes belicas e pm realiza exposicao de fotos (1)O I Simpósio de Soluções Bélicas Internacionais: Proteção balística e Tecnologia da Informação para a Segurança Pública foi aberto na manhã desta quinta-feira (5) no Centro de Educação da Polícia Militar da Paraíba. O evento seguirá até esta sexta-feira (6) e é promovido pela Polícia Militar da Paraíba, com o apoio da Secretaria da Segurança e Defesa Social (Sesds).

O objetivo do Simpósio é trazer informações sobre a área de Segurança Pública desenvolvida em outros Estados e também internacionalmente. Palestras, debates e exposições fazem parte da programação. Na manhã desta quinta-feira, foi realizada uma explanação do major Marco Aurélio Valério, chefe da Divisão de Finanças e Comando de Policiamento da tropa de Choque da Polícia Militar de São Paulo, cujo tema foi voltado para o controle de manifestações de rua e contenção e controle de distúrbios civis.

O evento também recebe a exposição de fotografias do soldado Wagner Varela. O espaço nomeado de ‘A arte de ser Policial Militar’ conta com diversos registros realizados em ações, operações policiais e situações de treinamento da tropa da PM, ocorridos em várias cidades da Paraíba. Ao todo são 22 fotografias, sendo duas de autoria do soldado Rafael Vasconcelos.

“Expor em um evento como esse é de uma importância tremenda e eu estou bastante feliz em mostrar um pouco da singularidade do trabalho da Polícia Militar da Paraíba. Com essas fotografias eu consegui realizar também um sonho. Desde que entrei na PM, e comecei a fazer esses registros sempre tive vontade de realizar uma exposição do dia a dia da nossa atividade e agora estou bastante satisfeito com a exposição realizada no Simpósio. Já são seis anos atuando como Policial Militar e minha maior preocupação era tentar transformar em imagens os momentos dos policiais, para que a população possa conhecer um pouco mais do que fazemos diariamente nas ruas. A ideia é mostrar que servir como policial militar também é realizar uma arte diária”, afirmou Varela.