Fale Conosco

26 de agosto de 2013

Paraíba sedia Curso Aplicado de Gestão de Custos em Economia da Saúde



A Paraíba vai sediar, nos dias 4, 5 e 6 de setembro, na Escola de Serviço Público do Estado (Espep), o Curso Aplicado de Gestão de Custos, realizado pelo Ministério da Saúde. As unidades hospitalares piloto estão sendo capacitadas pelo Núcleo de Economia da Saúde NES/PB para este curso.

Participarão do evento o Complexo Hospitalar de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga, Hospital Arlinda Marques, Maternidade Frei Damião, Hospital de Trauma de João Pessoa, Hospital de Trauma de Campina Grande, Hospital Regional de Picuí e Hospital Regional de Cajazeiras. De acordo com a coordenadora do Núcleo de Economia da SES, Shirleyanne Brasileiro, até final do ano mais hospitais entrarão no Programa Nacional de Gestão de Custos (PNGC).

Segundo Shirleyanne, o curso tem por objetivo apresentar e discutir a Economia da Saúde e a importância de apurar custos no SUS. “Discute-se que as dificuldades encontradas pelo SUS têm como causa o seu subfinanciamento e/ou a gestão inadequada dos seus recursos, que resultam em prejuízos à qualidade e ao acesso aos serviços. Seja em um ou em outro aspecto, entendemos que é necessária a adoção de instrumentos que auxiliem gestores e técnicos a realizarem alocação mais eficiente dos seus recursos.”, explicou.

Durante os três dias do evento serão discutidos temas como a importância de apurar custos na economia da saúde, PNGC, padronização de terminologia, sistema de acumulação de custos, métodos de custeio, entre outros assuntos.

Esse curso é marca de inovação da gestão pública, pois cada dia busca-se mostrar a efetividade da transparência nos gastos públicos na atenção da rede hospitalar”, disse Shirleyanne. “Nossa meta é chegar na ‘prestação de conta paciente’, o custo do leito/dia no SUS, custo dos procedimentos e o impacto financeiro dos gastos reais nos hospitais,. Com isso, fica melhor o dimensionamento dos recursos, o planejamento das compras e toda logística de suprimentos para melhor atender nossos usuários”.

Ela explicou que com a parceria e apoio do Ministério da Saúde – Desid/PNGC/MS, até dezembro estes hospitais piloto já podem apresentar indicadores dos seus custos e logo receberão o sistema do Ministério da Saúde Apurasus. “Cada hospital está formando seu núcleo de custo, com equipe técnica qualificada e comprometida com a gestão do SUS”, concluiu Shirleyanne.

Curso Aplicado de Gestão de Custos

Quarta-feira – 4/9

9h – Abertura: Apresentação do curso e dos participantes.

9h45 – Economia da Saúde e a importância de apurar custos.

- O que é a Economia da Saúde.

- Vínculo da Economia da Saúde com a gestão de custos.

- A apuração de custo: o que é? E a base legal.

11h30 – Gestão de Custo: Experiências.

13h – Padronização de terminologia e conceitos.

- Noções de classificação da Contabilidade.

- Diferença entre custo e despesa.

- Principais conceitos utilizados na gestão de custos.

- Classificações de custos.

14h20 – Aplicação prática dos conceitos básicos.

16h – Sistema de acumulação de custos: Custeio por ordem e custeio por processo.

- Método de custeio: Custeio Variável, custeio por absorção e custeio por atividade.

Quinta-feira – 5/9

08h30 – Metodologia de apuração de custos utilizada no PNGC – Custeio por Absorção: Definição, fundamentos, como funciona, tipos de centros de custos, critério de rateio, alocação de gastos.

10h50 – Metodologia de apuração de custos utilizada no PNGC – Custeio por Absorção: Metodologia de alocação de gastos indiretos, alocação direta, sequencial e recíproca. Metodologia de alocar os gastos totais aos objetos de custos.

13h30 – Aplicação da metodologia: estudo de caso.

16h – Aplicação da metodologia.

Sexta-feira – 6/9

08h30 – Passo a passo de implantação do PNGC: Diagnóstico situacional, estruturação de centro de custos, planilha-mãe, levantamento de itens de gasto, 1º rateio, levantamento de dados de produção, mapa de relacionamento, 2º rateio; gerar, analisar e divulgar relatórios, monitoramento e avaliação.

09h45 – Apresentação da Unidade e do Questionário Preliminar.

11h – O Sistema de Apuração de Custos do SUS – Apurasus

12h – ‘Tarefas de casa’: Diagnóstico situacional; Determinar e Classificar CC; Planilha-mãe; Coleta de dados, mapa de relacionamento, Projeto de Implantação de PNGC (Estado e Município).