João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba se articula para realizar evento e atrair investimentos da Petrobras

segunda-feira, 23 de maio de 2011 - 18:54 - Fotos: 

O Governo da Paraíba começou os preparativos para a realização do circuito Road Show, evento promovido pela Petrobras, cujo objetivo é atrair fornecedores locais para atender às demandas da estatal. Na primeira reunião realizada nata tarde desta segunda (23), a Secretaria de Estado do Planejamento e Gestão (Seplag), foram definidos os atores e segmentos industriais do Estado que estão aptos a fornecer bens e serviços para a Petrobras.

Segundo o secretário Gustavo Nogueira, a reunião priorizou a discussão e o engajamento da Paraíba na zona expandida de investimentos que a Petrobras já realiza em estados vizinhos, a exemplo do Rio Grande do Norte e de Pernambuco. “O evento foi extremamente positivo. Criamos um grupo de trabalho com o intuito de levantar as potencialidades da Paraíba, para que, na reunião que será realizada no final de julho, entre o governo do Estado, o setor industrial e a Petrobras, possamos priorizar os interesses comuns”, afirmou.

“Nosso principal objetivo é intensificar a participação da Paraíba na política de desenvolvimento do Nordeste. A localização geográfica privilegiada é um dos nossos maiores atrativos, pois favorece as relações comerciais com os Estados vizinhos (a exemplo de Pernambuco e Rio Grande do Norte), onde a Petrobras já realiza investimentos”, declarou.

Os investimentos da Petrobras previstos para 2011, em todo o País, serão da ordem de R$ 93 bilhões. O valor supera o montante investido pela estatal no ano passado, que ficou em torno de R$ 72 bilhões. A inserção do Estado no circuito Road Show da Petrobras atende a uma solicitação encaminhada pelo governador Ricardo Coutinho ao presidente da empresa, Sérgio Gabrielli.

Perspectivas – O gerente da Petrobras, Pedro Penido Guimarães, disse que a reunião teve por objetivo preparar um evento em que a diretoria da Petrobras virá à Paraíba para dinamizar e mobilizar os fornecedores locais para a demanda nacional da estatal. “A empresa é a grande demandante, ela tem uma carteira robusta de investimento no Brasil, que hoje somam US$ 224 bilhões e a Petrobras quer mobilizar o empresariado da Paraíba, assim como está fazendo em outros Estados. Queremos que os fornecedores brasileiros se mobilizem, porque a demanda é muito grande e a gente quer desenvolver o País”, garantiu Pedro.

Para o técnico do BNDES, Elieser Cordeiro, o Banco participou da reunião com o objetivo de inserir a Paraíba na cadeia produtiva de petróleo e gás, especialmente, com relação aos investimentos que estão sendo feitos em Suape (PE). “Nós estamos criando um grupo de trabalho o qual o BNDES vai ter assento e vamos contribuir, como já temos feito em outras regiões, para tentar replicar isso aqui no Estado da Paraíba”, citou Elieser.

Já o presidente do Centro das Indústrias do Estado (Ciep), João da Mata de Sousa,  ressaltou o interesse do Ciep em participar das reuniões com a Petrobras. “Temos que contribuir com as informações necessárias para dinamizar o processo industrial no Estado, para darmos continuidade a essas discussões e mapearmos os assuntos que são de interesse do Estado da Paraíba”, afirmou.

A representante da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), Denise Gadelha, disse que a Fiep está aberta a propostas e encaminhamentos de projetos e discussões, a fim de consolidar uma agenda mais sólida para o desenvolvimento do Estado. “A Fiep enxerga com bons olhos essa aproximação com a Petrobras, por conhecer outras realidades em outros Estados, onde a estatal já atua de maneira forte e sólida”, afirmou Denise.

Para o presidente do Sindicato do Álcool na Paraíba, Edmundo Barbosa,  “a formação do grupo de trabalho dará maior visibilidade ao programa da indústria da Paraíba, no que se refere ao comércio e à área de serviços, em relação às oportunidades que se abrem diante dos enormes investimentos da Petrobras aqui na região”.

Também estiveram presentes na reunião, o titular da Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico (SETDE), Fernando Nazareno; a técnica do BNDES Juliana Pessoa; Andressa Pereira, da Petrobras; Rafael Brito, do Programa Paraibano de Qualidade; Wilder Grando, da Cipatex; Magno Rossi, da Coteminas e Milton Soares, da Ciep.