Fale Conosco

14 de março de 2013

Paraíba registra terceira maior taxa de crescimento do país no comércio varejista em janeiro, diz IBGE



O volume de vendas do comércio varejista da Paraíba registrou alta de 13,1% no mês de janeiro, quando comparado ao mesmo mês do ano passado, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (14). A Paraíba alcançou a terceira maior taxa de crescimento do país no primeiro mês do ano, ficando atrás apenas do Mato Grosso do Sul (17,5%) e do Rio Grande do Norte (13,8%). Na comparação com a média do país (5,9%), o índice paraibano do varejo foi mais que o dobro.

A variação do volume de vendas do comércio varejista com ajuste sazonal de janeiro em relação a dezembro mostra que o primeiro mês do ano também registrou forte alta de 2,2%, perdendo entre os estados do Nordeste apenas novamente para o Rio Grande do Norte (2,5%).

Segundo analistas do IBGE, a taxa de crescimento se deve ao aumento do poder de compra da população, decorrente do crescimento da massa de rendimentos, bem como da estabilidade do emprego. “O resultado de janeiro da Pesquisa Mensal do Comércio mostra uma tendência que vem sendo seguida pelo comércio da Paraíba nos últimos anos. Os estados do Nordeste/Norte têm registrado índices bem acima nesse setor em relação às demais regiões”, avalia o economista e analista do IBGE na Paraíba, Jorge Alves.

Para o secretário de Estado da Receita, Marialvo Laureano, a variação real da arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do segmento do varejo, um dos termômetros para medir o aquecimento do setor, também registrou crescimento acima de dois dígitos. “O ICMS do comércio varejista cresceu 16,79% no crescimento real e de 24,17% referente às vendas de janeiro e teve uma participação de 16,23% no montante arrecadado naquele mês”, avaliou.

 

    Ranking da variação do comércio em fevereiro

Unidade da Federação

Taxa de vendas (%)

Brasil

5,9

Mato Grosso do Sul

17,5

Rio G. do Norte

13,8

PARAÍBA

13,1

Mato Grosso

12,0

Maranhão

10,8

Ceará

9,8

Espírito Santo

9,1

Rondônia

8,8

Pernambuco

8,6

Tocantins

8,4

Amapá

7,8

Alagoas

7,7

Pará

7,6

Paraná

6,4

Goiás

6,1

Rio de Janeiro

5,6

São Paulo

5,5

Rio Grande do Sul

4,5

Bahia

4,4

Distrito Federal

4,2

Roraima

4,0

Sergipe

3,9

Santa Catarina

3,2

Minas Gerais

3,1

Amazonas

2,9

Acre

2,2

Piauí

1,4

Fonte: IBGE