João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba reduz número de óbitos e de casos graves da dengue e recebe R$ 7,8 milhões para ações em 2014

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 - 18:31 - Fotos: 

O secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza, anunciou nesta quinta-feira (5), durante entrevista coletiva, que para o ano de 2014 o Ministério da Saúde liberou R$ 7 milhões 882 mil e 619 reais para ações de combate à dengue. Ele informou que de janeiro até novembro foram notificados 130 casos graves da doença, representando uma redução de 50,6% no número de casos graves em relação a 2011 e de 17,2% em relação a 2012. Com relação aos óbitos, foram registrados 11 em 2013 – 26,6% menos que o total registrado em 2012 no mesmo período.

O nosso estado teve bom êxito, principalmente se compararmos com a situação da região Nordeste e do país”, disse Waldson de Souza.

A gerente executiva de Vigilância em Saúde, da SES, Talita Tavares, por sua vez, explicou as ações que serão implantadas em 2014 com o recurso do Ministério da Saúde: compra de motocicletas para fortalecimento dos trabalhos de campo das Gerências Regionais de Saúde; planos de contingências: solicitação de construção conjunta (Secretarias de Estado e Municipais de Saúde) para os 223 municípios; parceria com Secretaria de Educação e escolas estaduais, trabalhando material educativo alusivo ao tema “Dengue. É na água parada que mora o perigo”.

Quanto aos óbitos, ela informou que em 2011 foram registrados nove; em 2012, 15 e em 2013, 11, o que significa 26,6% a menos que o total de 2012 no mesmo período. Dos 11, dois foram em João Pessoa; dois em Campina Grande; um em Arara; um em Aguiar; um em Casserengue; um no Conde; um em Pitimbu; um em Salgado de São Félix e um em Santa Rita.

Já os casos graves de dengue em todo estado, em 2011 foram 257; em 2012 foram 158 e em 2013, 130, o que significa uma redução de 50,6% em relação a 2011 e de 17,2% se comparado a 2012.

Em toda Paraíba foram notificados, em 2013, 17.305 casos de dengue, já em 2012 houve notificação de 11.352, um aumento de 34%. “Este crescimento das notificações com a redução dos casos graves e dos óbitos por dengue é uma demonstração de que as ações estão sendo eficazes”, disse Talita.

A dengue é uma doença dinâmica que pode evoluir rapidamente de uma forma para outra. Assim, num quadro de dengue clássica, em dois ou três dias podem surgir sangramentos e sinais de alerta sugestivos de maior gravidade.

Qualquer sinalização destas situações deve ser comunicada ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), pelo telefone (83) 8828-2522 (plantão 24 horas).