João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba recebe espetáculo em homenagem a Patativa do Assaré, Zé da Luz e Zé Limeira

quarta-feira, 15 de julho de 2015 - 09:17 - Fotos:  Divulgação

Em parceria com a Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), o espetáculo “Concerto de Ispinho e Fulô – Patativa do Assaré: um abraço e um bordado”, encenado pela Cia do Tijolo, se apresenta em João Pessoa, no Teatro Paulo Pontes do Espaço Cultural, neste sábado (18) e domingo (19), às 19h30.  Durante sua estada pela capital paraibana, a Cia do Tijolo ainda ministra um workshop de dramaturgia no Auditório 3 da Funesc, na segunda-feira (20), às 14h. As apresentações e o workshop têm entrada gratuita e estão inseridos na programação de ocupação do Espaço Cultural, que está sendo intensificada no segundo semestre deste ano.

O concerto, que trata da vida de um dos grandes nomes da arte do nordeste brasileiro, o poeta cearense Patativa do Assaré, está em circulação pelo país por meio do projeto dos Correios de incentivo à cultura.  Pela turnê, o grupo paulista passa por 13 cidades em sete estados brasileiros. A Paraíba é o segundo dos contemplados a receber as apresentações. Além de João Pessoa, “Ispinho e Fulô” poderá ser visto em Itabaiana, no dia 23 de julho, às 19h30,  no Salão Maison Finesse.

Homenagem a poetas paraibanos – Não é só o poeta Assaré que é exaltado pelo espetáculo que leva o nome de um de seus livros. Aqui na Paraíba, o grupo homenageia também dois grandes nomes da nossa cultura popular, o repentista de Teixeira, Zé Limeira, o poeta do absurdo, e também o itabaianense Zé da Luz, com o tema “Patativa abraça Zé da Luz e Zé Limeira”.

Workshop de dramaturgia – A passagem da Cia do Tijolo poderá ser ainda mais aproveitada pelos artistas profissionais e amadores por meio do workshop de dramaturgia que será oferecido gratuitamente no dia 20 de julho, às 14h. A aula ocorre no Auditório 3 do mezanino 2 da Funesc. As pessoas interessadas, com idade igual ou acima de 14 anos, devem se inscrever pelo e-mail: contato@emcartaz.art.br.

Concerto de Ispinho e Fulô – Patativa foi um brincante da palavra, que deu forma visível às belezas e misérias do Cariri, falando da sua realidade local e do Sertão para falar do humano. Na dramaturgia construída pela Cia. do Tijolo, o poeta está na sua casa, e é dali que fala e recita poesia, fala dos seus dramas e alegrias. E é dali que abraça e presta homenagem a vários outros artistas que também ajudaram o Brasil a pensar o Sertão e a construir parte da nossa identidade nacional.

Patativa abraça o sertão metafísico de Guimarães Rosa; abraça Fabiano e Sinhá Vitória nas palavras secas de Graciliano Ramos; abraça os tantos severinos de João Cabral de Melo Neto; abraça o sertão duro e mítico de Euclides da Cunha. Da Paraíba, Patativa abraça os repentes e rimas de Zé da Luz e Zé Limeira.

O espetáculo presta homenagem maior ao pedagogo Paulo Freire – ele criou o método de ensino popular que tem tudo a ver com a forma que se instruiu o poeta Patativa: vendo as coisas do entorno, formando seu conhecimento com as coisas da sua terra, daquilo que podia ver, ouvir e tocar.

Desse modo, “Concerto de Ispinho e Fulô” faz uso da poesia para criar e desconstruir, ensinando o público a olhar para si mesmo de outras formas, olhar para a sua origem, cosendo e descosendo identidades, exercitando a liberdade, e conhecendo um pouco mais da história do país.

O espetáculo é um “concerto musical” encenado e cantado por meio de músicas de compositores brasileiros, como Luiz Gonzaga, Hermínio Bello de Carvalho, Nelson Cavaquinho, além de composições próprias da Cia do Tijolo.

Ganhador do Prêmio Shell 2009 na categoria Música e do Prêmio CPT 2009 na categoria Projeto Sonoro, “Concerto de Ispinho e Fulô” traz na sua bagagem a marca de 200 apresentações em mais de 60 cidades do Brasil e algumas do exterior, sendo visto por cerca de 40 mil pessoas.

Com patrocínio dos Correios, “Concerto de Ispinho e Fulô” realiza uma circulação em nível nacional, percorrendo sete estados e 13 cidades brasileiras – sempre visitando uma capital e uma cidade de pequeno porte, cuja história dialogue com temáticas mobilizadas pelo espetáculo. Serão 30 apresentações gratuitas, seguidas de workshops e bate papos, com o objetivo de descentralizar a oferta cultural do país, divulgando a poesia de Patativa para um público direto aproximado de seis mil pessoas.O formato da circulação foi idealizado pela Cia. do Tijolo para percorrer fisicamente os caminhos que Patativa do Assaré percorre em seu percurso dramatúrgico.

 

Serviço:

Concerto de Ispinho e Fulô – Patativa do Assaré: um abraço e um bordado

Data: 18 e 19 de julho

Hora: 19h30

Local: Teatro Paulo Pontes do Espaço Cultural José Lins do Rego

Entrada: gratuita

Classificação: 14 anos

 

Serviço:

Workshop de Dramaturgia da Cia do Tijolo

Data: 20 de julho

Hora: 14h

Local: Auditório 3 do Espaço Cultural José Lins do Rego

Inscrições: contato@emcartaz.art.br

Classificação: 14 anos

Entrada: gratuita