João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba recebe carretas com equipamentos para hospitais

segunda-feira, 12 de abril de 2010 - 19:42 - Fotos: 
“A Paraíba está vivendo um novo tempo’. Assim, o governador José Maranhão recepcionou, na tarde desta segunda-feira (12), um comboio com 17 carretas lotadas de equipamentos hospitalares. A carga será usada para equipar dez hospitais da rede pública e está avaliada em R$ 120 milhões. O governador José Maranhão foi pessoalmente até o Posto Fiscal de Cruz de Almas, instalado perto do município de Pitimbú (PB), na divisa com Pernambuco, recepcionar a chegada dos aparelhos. Ele chegou ao local acompanhado pelos secretários José Maria de França (Saúde), Marcelo Weick (Casa Civil) Sales Gaudêncio (Educação) e Lena Guimarães (Comunicação).

Demonstrando muita satisfação com a chegada do comboio, o governador destacou que os equipamentos irão mudar a situação caótica em que ele encontrou a maioria dos hospitais da rede estadual. “Boa parte desses equipamentos é importada, mas virão outras carretas com aparelhos de indústrias nacionais. Eles irão equipar hospitais que foram encontrados por minha gestão completamente sucateados, sem a mínima condição de uso, porque não tiveram investimentos e nem atenção da gestão anterior”, declarou Maranhão.

Novo tempo – O governador também anunciou que o Estado está reaparelhando as unidades da segurança pública e da educação. “Estas carretas estão trazendo equipamentos para a área hospitalar e, daqui a pouco tempo, veremos as mesmas carretas com material para as escolas e para a segurança pública. Estamos investindo mais de R$ 45 milhões para melhorar a Polícia Científica, adquirindo equipamento de proteção ao policial para enfrentar as situações de grande risco. De maneira que podemos dizer que a Paraíba está vivendo num tempo novo, em que os paraibanos estão vendo os serviços na saúde, educação e segurança pública”, completou.

Prioridade – O secretário José Maria de França disse que os investimentos feitos na construção, reforma e reaparelhagem dos hospitais mostram que a saúde está entre as prioridades do governo. Ele ainda destacou que o Estado voltou a investir o percentual de 12% nas ações de saúde. “Graças a esse percentual investido é que o governo tem condições de fazer a compra de equipamentos. Isso significa anualmente cerca de R$ 150 milhões. É com esse dinheiro que está sendo usado para construir e equipar os hospitais, além dos recursos que o governador conseguiu através do empréstimo com o BNDES, que foram na ordem de R$ 84 milhões”, comentou.

“Tudo isso está dando condições para que os hospitais sejam concluídos. É bom lembrar que esses hospitais começaram a ser construídos em 2002 e passaram sete anos sendo deteriorados. Tivemos que refazer projetos, novos convênios, novas contratações. Então, agora, estamos vivendo num novo tempo, como colocou o governador”, completou.  

Distribuição – As 17 carretas ficaram estacionadas às margens da BR-101, enquanto a comitiva do governador fazia a vistoria dos veículos. Dentro dos caminhões havia toneladas de equipamentos médicos, ambulatoriais e cirúrgicos. Entre eles estavam mesas ortopédicas, carros de anestesia, mamógrafos, bisturis elétricos e aparelhos de ultrassonografia. Os aparelhos serão entregues a hospitais de João Pessoa, Campina Grande, Itabaiana, Queimadas, Itapororoca, Taperoá, Pombal, Monteiro, Patos, Pedras de Fogo e São Bento.

Remessas de equipamento já têm chegado à Paraíba há alguns meses, mas esta é a primeira vez que uma quantidade tão grande de aparelhos é entregue de uma só vez no Estado.  

Educação – Enquanto recepcionava a chegada do comboio de 17 carretas de aparelhos hospitalares, o governador José Maranhão também lembrou investimentos feitos na área da educação. “Adquirimos veículos para fazer o transporte escolar e uma grande parcela de material escolar, principalmente, carteira, birôs e mobiliário, tudo de primeiro mundo. São carteiras modernas, ergonômicas e resistentes e não carteiras de segunda classe que se colocavam em escolas públicas. Estamos trabalhando com carteiras anatômicas que permitem o estudante se sentar e assistir a aula com conforto, sem aquelas dores decorrentes da cadeira. Essa é a iniciativa desse governo”, acrescentou.

Nathielle Ferreira, com fotos de Evandro Pereira, da Secom-PB