Fale Conosco

29 de abril de 2016

Paraíba recebe 630 mil doses da vacina contra a gripe para campanha que começa neste sábado



A campanha nacional de vacinação contra influenza começa oficialmente neste sábado (30) e vai até o dia 20 de maio, segundo orientações do Ministério da Saúde. Na Paraíba, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realiza o dia D de mobilização no município de Santa Luzia, no Sertão do Estado. A abertura oficial será às 9h, no centro da cidade, em frente ao Parque do Forró. Do dia 11 a 15 de abril, a vacinação contra a gripe foi antecipada para dois grupos prioritários no Estado: as gestantes e os trabalhadores de saúde.

A vacina contra a gripe é atualizada todos os anos para adequá-la aos vírus circulantes naquela estação. Sua composição é feita minuciosamente por pesquisadores e definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Para 2016, a Paraíba recebeu até o momento 630 mil doses da vacina trivalente contra a gripe (63% da meta preconizada pelo Ministério da Saúde). A meta total é vacinar 759.280 pessoas (80% do público-alvo) em todo o Estado. Mais de 2 mil postos de vacinação estarão em funcionamento, das 8h às 17h.

“Vale lembrar que a vacina contra a gripe tem duração de um ano e não previne a doença. Ela previne complicações que a gripe pode causar como síndromes e hospitalizações. Até o dia 13 de maio, o Estado deve receber as demais doses para atingir 100% da meta de vacinação”, afirmou a chefe do Núcleo de Imunização da SES, Isiane Queiroga.

Para este ano, os grupos prioritários da vacinação contra a gripe são: crianças de seis meses a cinco anos, idosos com mais de 65 anos, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram bebês nos últimos 45 dias), presidiários e trabalhadores do sistema prisional, população indígena, trabalhadores de saúde, portadores de doenças crônicas e jovens de 12 a 21 anos que cumprem medidas socioeducativas.

“Orientamos que os municípios garantam que sejam aplicadas as doses dentro dos grupos prioritários, do contrário, pode faltar vacina para quem realmente tem prioridade na imunização. Lembramos, ainda, que as pessoas que estão inseridas nestes grupos prioritários procurem as unidades de saúde mais próximas para se vacinarem, evitando deixar para os últimos dias”, alertou Isiane.

A campanha tem contribuído, ao longo dos anos, para a redução de complicações decorrentes da doença, para a diminuição das internações hospitalares e da mortalidade evitável nos grupos vacinados. A ação envolve esforços federais, estaduais (Secretarias Estaduais de Saúde) e municipais (Secretarias Municipais de Saúde). “Pedimos que a população que corresponde aos grupos prioritários procure as unidades de saúde mais próximas para se vacinar. Lembramos, ainda, que sejam tomadas as medidas de controle e prevenção da doença: higienização das mãos, evitar aglomeração, tapar a boca com o antebraço (e não com a mão) quando for tossir, por exemplo”, orientou.

Aplicativo Vacinação em Dia – O Ministério da Saúde disponibiliza aos usuários de smartphones e tablets um aplicativo capaz de gerenciar
cadernetas de vacinação cadastradas pelo usuário. Além de abrigar informações completas sobre as vacinas fornecidas pelo SUS e uma função com lembretes
sobre as campanhas sazonais de vacinação, o aplicativo Vacinação em Dia permite que o usuário crie e acompanhe cadernetas de vacinação, marcando a data da imunização e agendando a próxima.

Além disso, o usuário recebe lembretes sobre as campanhas sazonais de vacinação promovidas pelo Ministério e encontra o detalhamento de todas as vacinas disponibilizadas pelo SUS.