João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba pioneira na implantação de banco de dados genético para combater tráfico de crianças e adolescentes

sexta-feira, 12 de julho de 2013 - 17:27 - Fotos: 

Na manhã desta sexta-feira (12), uma solenidade no auditório do Ministério Público, no Centro de João Pessoa, marcou a parceria oficial entre a Universidade de Granada, na Espanha, e o Governo da Paraíba. Na ocasião, foi assinado um Termo de Cooperação para colocar em prática o projeto DNA- ProKids no Instituto de Polícia Científica do Estado – IPC.

O DNA Prokids servirá como forma de prevenção e combate do tráfico de crianças e adolescentes por meio da identificação genética das vítimas e seus familiares, dificultando o tráfico de seres humanos, incluindo as adoções ilegais, e obtendo informações sobre as origens, rotas e meios de cometimento do crime, para ajudar no trabalho da Polícia e da Justiça.

O projeto foi criado em 2004 na Espanha. Em 2010 a iniciativa já havia se estendido a 15 países, como Estados Unidos, México, China, Guatemala, Filipinas, entre outros. O Brasil, por meio do trabalho que será desenvolvido na Paraíba, será o 17º país a receber o DNA-Prokids.

Para o diretor do IPC na Paraíba, Humberto Pontes, o DNA Prokids desenvolverá tecnologia genética necessária para ajudar no combate ao crime de tráfico de crianças e adolescentes no país, buscando informações importantes para o perfeito desenvolvimento das investigações. “É um avanço para o trabalho do perito. Ter informações como estas à mão servem para o desenvolvimento de um trabalho policial e investigativo correto e eficiente”, disse.

Para a coordenadora do projeto no Estado, Silvana Magna, as ações desenvolvidas serão feitas em conjunto entre Polícia e Justiça e servirá nas investigações e elucidação de muitos casos criminosos, criando um banco de dados eficiente e importantíssimo para o enfrentamento do tráfico humano no país inteiro.

Vale ressaltar que o investimento do Estado da Paraíba para implantação do DNA-Prokids será o recurso humano (peritos oficiais) e o Laboratório de DNA Forense do IPC, ficando sob a responsabilidade do Projeto DNA-Prokids todos os kits de coletas e reagentes.

Estiveram presentes na assinatura do Termo de Cooperação o vice-governador da Paraíba, Rômulo Gouveia, o secretário executivo da Secretaria de Segurança e Defesa Social, Jean Francisco, o diretor do IPC-PB, Humberto Pontes, e o professor doutor Juan Carlos Álvarez Merino, que também é diretor adjunto do Laboratório de Identificação Genética da Universidade de Granada.