Fale Conosco

10 de agosto de 2015

Paraíba participa de Encontro de Ciganos do Nordeste



O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), participa da mesa de abertura do 1º Encontro de Ciganos do Nordeste, que acontece nesta quinta (13) e sexta-feira (14), em Sousa. A estimativa do público é de pelo menos 500 ciganos, em especial das lideranças e grupos das etnias calon, sinti e rom. Ainda participam da abertura do evento representantes da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Sepir).

De acordo com o Censo do IBGE de 2010, o Brasil tem cerca de 800 mil ciganos, distribuídos em 291 cidades brasileiras. A maior parte da população cigana no Nordeste ainda não possui registro civil e, consequentemente, tem dificuldades em acessar programas governamentais.

Para saná-las, o encontro se divide em rodas de diálogos, distribuídas em grupos de trabalho, a fim de debater as formas de organização da atual população. além das problemáticas, desafios e potencialidades vivenciadas pela população.

O objetivo do evento é fortalecer e dar visibilidade à cultura das comunidades tradicionais enquanto ações de promoção da cidadania e intersetorialidade nas diversas esferas públicas.

Segundo Mariah Marques, gerente operacional de Arte Popular da Secult, a ideia é desenvolver ações culturais que deem protagonismo ao povo cigano. “Este é um momento de fortalecer a tradição cultural cigana, trabalhando metodologias integrativas com participação real dos povos e comunidades tradicionais da Paraíba”, concluiu.

No final do encontro, serão elaboradas propostas de políticas para o segmento, reunidas na chamada Carta de Sousa, que será encaminhada para gestores públicos de municípios, Estados, Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial e para a Sepir.