Fale Conosco

10 de março de 2016

Paraíba participa de ação nacional em prédios públicos federais contra o Aedes Aegypti nesta sexta-feira



A Paraíba participa, nesta sexta-feira (11), de uma ação coordenada entre Ministério do Planejamento, Governos dos Estados e municípios, com a realização de uma grande mobilização contra o mosquito Aedes aegypti em prédios públicos federais, estaduais e municipais. O objetivo é inspecionar e eliminar possíveis focos do mosquito, transmissor das doenças dengue, zika e chikungunya.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Sala Estadual de Situação, propõe aos 223 municípios paraibanos que promovam ou coordenem ações de mobilização junto aos órgãos públicos estaduais e municipais de seus territórios.

Durante todo o dia, serão realizadas vistorias nos imóveis, nas proximidades dos prédios públicos e comunidade; reuniões com servidores para orientação e sensibilização de todos os envolvidos; nos órgãos com atendimento ao público, os atendentes realizarão sensibilização e orientação a cada atendimento e entregarão panfleto informativo à população e os dirigentes dos órgãos estarão envolvidos diretamente nessas atividades, desde o planejamento até a implantação.

Na capital, a ação ocorrerá na Secretaria de Patrimônio da União; Receita Federal; DataSUS, Funasa, Departamento de Saúde Indígena, com o Dia D da Faxina e no Instituto de Ciências e Tecnologia, será realizada palestra sobre dengue para os alunos e professores.

Sob o comando do Governo do Estado, serão realizadas nesta sexta (11) e sábado (12),  ações do grupo do Orçamento Democrático Estadual – ODE, no bairro Colinas do Sul, na capital, com trabalho educativo e panfletagem. Um grupo de jovens da Igreja dos Mórmons promoverá, no sábado (12), no bairro Cidade Verde, do Bairro das Indústrias, em João Pessoa, panfletagem e visitas educativas.

“É muito importante perceber que a sociedade está chamando para si a responsabilidade de combater um problema que antes ficava concentrado somente nos órgãos ligados à saúde, durante as visitas domiciliares, nos trabalhos rotineiros dos Agentes de Controle de Endemias (ACE). Com isso, a nossa expectativa é que esta ação passe a fazer parte da rotina de cada um, independente de cargo, função ou repartição onde trabalhe, já que a luta contra o mosquito é de todos nós”, disse o gerente operacional de Vigilância Ambiental, Geraldo Moreira de Menezes.