João Pessoa
Feed de Notícias

PB mantém redução de homicídios nos cinco primeiros meses de 2016

quinta-feira, 2 de junho de 2016 - 17:22 - Fotos:  Júnior Fernandes

O número de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) continua caindo na Paraíba. As ações de repressão a crimes por parte das forças de segurança pública resultaram na redução de 7% no número de homicídios no período de janeiro a maio deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo relatório de indicadores criminais do Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Secretaria de Segurança e Defesa Social (Seds).

Os indicadores foram apresentados na manhã desta quinta-feira (2), em Campina Grande, durante reunião do governador Ricardo Coutinho com o secretário de Segurança e Defesa Social (Seds) do Estado, Cláudio Lima, e os demais gestores da pasta.  O objetivo foi discutir em conjunto com as forças de segurança pública esses indicadores criminais relacionados no relatório de janeiro a maio de 2016 e planejar ações de prevenção e repressão qualificada à violência no Estado.  A agenda em Campina Grande também teve a intenção de apresentar a implantação do Distrito Integrado de Segurança Pública (Disp), que vai passar a funcionar no Parque do Povo, a partir da sexta-feira (3), dia da abertura do Maior São João do Mundo.

De acordo com o relatório de indicadores criminais do Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Seds, o número de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) ocorridos em território paraibano nos cinco primeiros meses deste ano teve uma redução de 7% em comparação com o mesmo período do ano passado.  Em números absolutos, de janeiro a maio de 2015 foram registrados 643 casos de homicídios dolosos e este ano foram 598 mortes. Além disso, das 21 áreas integradas de Segurança Pública (Aisp) 13 apresentaram redução no número de assassinatos.

Durante a reunião, o governador Ricardo Coutinho cobrou dos gestores mais redução nos indicadores criminais e planejamento de ações concentradas. “Quero um olhar especial para as áreas com maior ocorrência de crimes, como João Pessoa, porque podemos reduzir ainda mais esses números”, frisou. Ricardo ainda pediu empenho no enfrentamento dos crimes patrimoniais e falou da responsabilidade das instituições financeiras em relação à ocorrência com explosões.

“Sem dúvida é um resultado importante, estamos no quinto ano de redução consecutiva de números de homicídios e temos como provar isso. Realizamos um trabalho muito sério, muito transparente, que já foi reconhecido. As ações de repressão a crimes vão continuar em todo o Estado. E todos esses esforços serão ainda mais intensificados no período do São João, que é uma festa popular que demanda sempre mais policiais e mais investimento em segurança pública”, disse o secretário da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima.

Armas – Ainda de acordo com o relatório do Nace, de janeiro a maio foram apreendidas 1564 armas de fogo, entre revólveres, pistolas e espingardas.O número aponta uma média de 10,3 armas de fogo recolhidas diariamente.