Fale Conosco

12 de julho de 2011

Paraíba já vacinou 98.05% das crianças com idade até 5 anos contra a poliomielite



A Paraíba já vacinou 98.05% de suas crianças com idade até 5 anos e está entre os 17 Estados brasileiros (62,9%) que já conseguiram atingir a meta proposta pelo Ministério da Saúde de vacinar 95% ou mais da população menor de 5 anos na primeira etapa da Campanha de Vacinação contra a Poliomielite. Segundo dados divulgados pela Secretaria da Saúde, existem no Estado 295.197 crianças nessa faixa etária, e desse total, 289.427 já foram imunizadas.

Em todo o País, das 27 unidades federadas, dez ainda estão abaixo da média esperada, e no Nordeste, dos nove Estados, somente cinco conseguiram vacinar mais de 95% de suas crianças: Alagoas, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. Em toda a região, a Paraíba ocupa o segundo lugar em número de crianças vacinadas, perdendo apenas para Pernambuco.

Em nível municipal, das 223 cidades paraibanas, 173 já alcançaram a meta. As outras 50 ainda não conseguiram resultados satisfatórios, segundo informações disponibilizadas pela assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde. Esses municípios que ainda não alcançaram a meta podem incluir novos dados no Sistema de informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI) até o dia 22 de julho. Até lá, as Gerências Regionais de Saúde/Apoiadores devem intensificar a campanha de vacinação para que a Paraíba possa atingir o maior percentual possível de crianças imunes à poliomielite.

Os municípios paraibanos que ainda não alcançaram a meta de 95% ou mais de crianças vacinadas na I Etapa da Campanha de Vacinação contra a Poliomielite são:

Baia da Traição, Pedro Régis, Cabedelo, Sapé, Lucena, Sobrado, Mamanguape, Araruna, Casserengue, Peõezinhos, Serra da Raiz, Algodão de Jandaíra, Barra de São Miguel, Boqueirão, Gado Bravo, Massaranduba, Remígio, Umbuzeiro, Baraúna, Cubati, Pedra Lavrada, Seridó, Caraúbas, Monteiro, São João do Cariri e São João do Tigre.

E ainda: São José dos Cordeiros, Cacimba de Areia, Catingueira, Emas, Mãe D’Água, Quixaba, Salgadinho, Teixeira, Conceição, Curral Velho, Santa Inês, Catolé do Rocha, Jericó, Mato Grosso, Riacho dos Cavalos, Carrapateira, Poço Dantas e São João do Rio do Peixe, São Bentinho, São Domingos de Pombal, São Francisco, São José da Lagoa Tapada e Sousa.

Quem ainda não tomou a dose – A Secretaria de Estado da Saúde (SES) continua chamando a atenção dos pais ou responsáveis para levarem os seus filhos que ainda não foram vacinados ao posto de saúde mais próximo para tomarem as duas gotinhas contra a paralisia infantil. De acordo com a Coordenadora de Imunização da SES-PB, Missania Moreira, é importante lembrar que a Campanha de Vacinação contra a pólio se estende até o próximo dia 22.

“Superamos a meta do Ministério da Saúde (95%), porém, os pais que ainda não vacinaram seus filhos menores de cinco anos devem levá-los ao posto de saúde mais próximo para tomar a dose. O nosso trabalho é procurar imunizar contra a pólio o maior número de crianças possível nessa faixa etária (zero a menores de 5 anos)”, enfatizou.

Paralisia infantil – A paralisia infantil é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria das vezes, a criança não morre quando é infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada e transmitida por um vírus (o poliovírus), e a infecção se dá principalmente por via oral.

Último caso – No Brasil o último caso de pólio foi registrado no ano de 1989, na cidade de Sousa, interior da Paraíba. Atualmente, segundo o Ministério da Saúde, o poliovírus, causador da doença, circula na Índia, Nigéria, Paquistão, Egito, Niger, Afeganistão e Somália. Além dessas áreas, a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera Angola, Bangladesh, Etiópia, República Democrática do Congo, Sudão e Nepal como regiões com alto risco de reintrodução da poliomielite.