João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba instala Núcleo Estadual de Arranjos Produtivos Locais – APLs

quinta-feira, 10 de junho de 2010 - 14:00 - Fotos: 
Em solenidade no auditório da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba ( Cinep), tomaram posse na manhã desta quinta-feira (10), os 28 membros do Núcleo Estadual de Arranjos Produtivos Locais da Paraíba  (NEAPL-PB). Presidiu a posse, o secretário do Turismo e do Desenvolvimento Econômico, Diego Tavares, que integra o Conselho Consultivo do Núcleo.

O secretário do Planejamento e Gestão, Osman Cartaxo, destacou que o Núcleo terá o papel de identificar e priorizar as vocações naturais do Estado, que são principalmente mineração, couro e calçados, vestuário, ovinocaprinocultura e artesanato. Para isto, o Governo do Estado fez um convênio com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social ( BNDES) no valor de R$ 15,5 milhões.

O secretário Diego Tavares revelou que o passo é extramente importante. O Arranjo Produtivo Local (APL) trabalha as potencialidades, centrando ações nas regiões. O Cariri, por exemplo, se desenvolve com as atividades da ovinocaprinocultura. Diego revelou que o governador José Maranhão manifestou total apoio as APLs. Ruy Bezerra, secretário do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, afirmou que dos 33 projetos da Paraíba aprovados, 28 são da área da agricultura.

Os secretários Ruy Bezerra, do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, e Osman Cartaxo, do Planejamento e Gestão, também membros do Conselho, participaram do evento. Tanto o Conselho Consultivo quanto o Núcleo Estadual de Arranjos Produtivos Locais têm representantes do Governo do Estado, UFPB, UEPB, UFCG, Fapesq, Fiep e Sebrae. Os secretários Marcelo Weick (Casa Civil) e Francisco Sarmento (Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Ciência e Tecnologia), também integram o Conselho.

Coordenadora parabeniza Governo

Criado pelo Governo Federal em 2003, através do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o projeto dos Arranjos Produtivos Locais tem o objetivo de descentralizar a produção, gerar emprego e renda, além de estimular as exportações. O programa envolve 33 instituições, sendo doze ministérios.

A coordenadora-geral de Arranjos Produtivos Locais, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Margarete Maria Gandini, parabenizou o Governo da Paraíba por ter se articulado e no ano passado conseguido aprovar 33 projetos que serão financiados pelo BNDES Margarete Gandini afirma que os Núcleos Estaduais têm a responsabilidade de fazer a conexão dos APLs com as fontes de recursos de diferentes instituições.

O novo superintendente do Sebrae-PB e membro do Conselho, economista Luiz Alberto Gonçalves de Amorim, revela que com a instalação do Núcleo de APLs, a Paraíba inaugura um novo tempo, partindo para a mudança da realidade econômica do Estado. Garantiu que o Sebrae continuará sendo parceiro neste e em diversos outros programas, a exemplo do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social da Paraíba.

A gerente executiva do Desenvolvimento da Indústria da Paraíba, Elisabeth Almeida, revela que o Núcleo vai desenvolver a política pública dos Arranjos Produtivos Locais, e decidir em que projetos os recursos serão aplicados.

Josélio Carneiro, com fotos de José Lins, da Secom-PB