Fale Conosco

25 de junho de 2009

Paraíba ganhará serviço para realizar cirurgias em bebês cardiopatas



A Paraíba deve ganhar, em até 90 dias, um serviço público de referência para cirurgias cardíacas em crianças. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está viabilizando um convênio com a ONG Círculo do Coração, vinculada ao Hospital Real Português, em Recife (PE), para implantar o serviço no Hospital Infantil Arlinda Marques, em João Pessoa. Este ano, 40 crianças cardiopatas já precisaram se submeter a intervenções fora da Paraíba. O Governo do Estado já gastou mais de R$ 500 mil com custeio de cinco procedimentos de urgência.

A gerente de Regulação e Avaliação da Assistência, Edjanece Guedes Romão, explicou que o secretário da Saúde, José Maria de França determinou a implantação do serviço no Estado o mais rápido possível, diante do grande número de casos que surgiram nos últimos meses e exigiram transferência para outros Estados, algumas de urgência. O primeiro contato com a equipe do Português foi feito no dia 23 de abril. A minuta do convênio já foi elaborada e detalhes estão sendo acertados para a assinatura do contrato nos próximos dias.

“Através da Central de Regulação de Alta Complexidade (Cerac), a Paraíba mandou 40 crianças para São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Pernambuco e Natal. Às vezes esbarramos na falta de vagas e, em alguns casos, os bebês não podem esperar. Por isso, o secretário determinou que se fizesse esse contrato e a equipe do Hospital Português pudesse operar nossas crianças aqui e treinar profissionais para que, em um ano, possamos fazer os procedimentos com nossa própria equipe”, explicou Edjanece.

Bebê transferido – O bebê Ângelo Gabriel Fernandes Silva, 2 meses, que estava internado no Hospital Arlinda Marques, em João Pessoa, desde a noite da terça-feira (23), será transferido para o Hospital Português ainda na tarde desta quinta-feira (25), aumentando para 41 o número de crianças encaminhadas a outros Estados este ano.

“Ele já estava sendo acompanhado por médicos do Arlinda Marques que integram a equipe do Hospital Português, mas seu quadro de saúde não permitiu a transferência imediata. Nesta quinta-feira, ele passou por um ecocardiograma e a SES recebeu a autorização para fazer a transferência e viabilizar a cirurgia marcada para 18h. Temos outras três crianças agendadas para serem operadas nos próximos dias”, finalizou a gerente.

Assessoria de Comunicação da SES-PB. Foto Alberi Pontes (Secom-Pb)