João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba ganha primeira representação do Ipea no Nordeste

quarta-feira, 14 de abril de 2010 - 10:27 - Fotos: 

Um projeto que analisará o desenvolvimento de toda a região Nordeste, desde a atualidade até 2022, será conduzido a partir da Paraíba. O anúncio foi feito, na noite desta terça-feira, pelo presidente nacional do Ipea, Marcio Pochmann, durante a instalação do órgáo federal na Paraíba.O evento aconteceu, no auditório 211 do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

O principal projeto do instituto nacional – que será conduzido pelo Ipea do Nordeste – vai tratar sobre o desenvolvimento dos estados nordestinos nas próximas décadas, nas áreas sociais e econômicas. “Esse é um projeto que ficará concluído em 2022. Nós ainda iremos convocar as instituições para se engajarem nesta iniciativa, como o insitutos estaduais de pesquisas e universidades”, anunciou o presidente nacional do Ipea.

Segundo o presidente do Ipea, o Instituto chega a Paraíba com a função de apoiar o desenvolvimento do Nordeste e contribuir para a redução de desigualdes sociais no Brasil. “Não existe desenvolvimento nacional sem o desenvolvimento regional”, declarou Marcio Pochmann.

O secretário executivo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Ariel Pares, e a diretora de Estudos Regionais e Urbanos do órgão federal, Liana Carleial, estiveram presentes no evento. O representante do Ipea no Nordeste, Constantino Mendes, e o superintendente do Ideme, Achilles Leal Filho, também prestigiaram a inauguração do escritório regional do órgão federal. Professores universitários, alunos e representantes do Conselho Regional de Economia também participaram do evento.

Para o superintendente do Ideme, a Paraíba recebe com satisfação a instalação do Ipea na Paraíba. “Nós estamos orgulhosos por sermos o primeiro estado do Nordeste a receber o escritório do órgão federal. Isso engrandece o Governo da Paraíba, que se empenhou em trazer a representação para o nosso estado”, disse Achilles Leal Filho.

Conforme o superintendente do Ideme, a chegada do Ipea no Nordeste permitirá ao governo federal a elaboração de estudos e pesquisas que mostrem detalhadamente a realidade do Nordeste. “As pesquisas do Ipea tinham dados mais amplos sobre a realidade brasileira. Agora, esses estudos vão abordar o contexto específico de cada estado do Nordeste”, declarou Achiles Leal.

Técnicos do Ipea já estão trabalhando na Paraíba. Seis projetos estão em andamento na Associação Nacional das Instituições de Planejamento, Pesquisa e Estatística (Anipes), sendo que dois deles tem a participação do Ideme. São eles: “Gestão municipal” e “Dinâmica Regional”. “O primeiro tem por objetivo analisar as ações planejadas pelas prefeituras para o desenvolvimento dos municípios. O segundo analisa se ocorre ou não a redução das desigualdades sociais no Nordeste”, explicou o representante do Ipea no Nordeste, Constantino Mendes.

Bartolomeu Honorato, do Ideme