João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba e Governo Federal buscam fortalecimento da agropecuária

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009 - 16:07 - Fotos: 

A Paraíba está ampliando a parceria com o Governo Federal destinada ao fortalecimento do setor agropecuário, para onde se direcionam pesquisas realizadas pela Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária (Emepa). Foi o que informou na manhã desta quinta-feira (17) o vice-governador Luciano Cartaxo, durante a solenidade de assinatura de convênios entre o Governo do Estado e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), no Palácio da Redenção, em João Pessoa. “Agora está sendo possível implantar políticas sociais direcionadas ao setor”, disse.
 
A direção da Embrapa sugeriu que o Governo do Estado comece a pensar na realização de concurso público para ampliar o quadro de técnicos e pesquisadores, prometendo contribuir com recursos que viabilizem o pagamento dos salários desses profissionais e a melhoria salarial dos que já estão atuando nas pesquisas tecnológicas.
 
Os acordos – Os dois convênios somam R$ 8,4 milhões, sendo um de R$ 1,8 milhão e outro de R$ 6,6 milhões, recursos destinados à compra de equipamentos para pesquisas no campo e aparelhos de informática, como também para permitir a realização de obras nas estações experimentais. O primeiro sinal visível dessas parcerias foi a entrega de 21 veículos, inclusive quatro tratores, a serem usados nos trabalhos de pesquisas que ajudarão aos pequenos produtores rurais a desenvolver suas atividades agropecuárias.
 
O vice-governador agradeceu a decisão da Embrapa de repassar os recursos que permitem ampliar as pesquisas, destacando que “o Governo Federal tem demonstrado cada vez mais o desejo de contribuir para que a Paraíba possa desfrutar das ações voltadas à melhoria da qualidade de vida da população, a exemplo do que ocorre com outros Estados do Nordeste”.
 
Revitalização do setor – O presidente da Embrapa, Pedro Arraes, disse que existe um processo em andamento de revitalização do sistema de pesquisa agropecuária nacional, e que o desejo do Governo Federal é contemplar a Paraíba com essas iniciativas. “A Emepa ocupa uma posição privilegiada com suas pesquisas agropecuárias e estamos dispostos a apoiar ainda mais”, disse.
 
Segundo ele, a determinação da direção da Embrapa é o fortalecimento do setor de pesquisas e para isso acontecer “é fundamental a motivação de técnicos e pesquisadores motivos, o que é possível com uma melhoria salarial. A Embrapa apoia a realização do concurso”, disse.
 
Parceria ampliada – O secretário do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), Ruy Bezerra Cavalcanti Júnior, destacou o trabalho conjunto que está sendo ampliado com a Embrapa e outros parceiros, como a Federação da Agricultura do Estado da Paraíba (Faepa) que contribuiu para que a Paraíba pudesse avançar na campanha contra a febre aftosa, já tendo obtido a classificação de risco médio da doença.
 
“A Paraíba tem muito o que fazer no campo da agricultura, em face da falta de atenção durante o governo anterior. A presença da febre aftosa no Estado mostrou a descontinuidade da política de combate à doença”, comentou.
 
Ruy Bezerra lembrou que devido as pesquisas e melhoramento genético realizadas pela Emepa, um terço do rebanho da Paraíba tem a marca das suas pesquisas, mas a meta é sua ampliação.

Já o presidente da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária, José Costa, disse que os equipamentos agora disponibilizados para o órgão vão permitir ampliar ainda mais as pesquisas e garantir que elas cheguem ao produtor, melhorando a produtividade do rebanho e a qualidade de vida. “A Paraíba quer fazer parte da rede de pesquisa científica que o Governo Federal está empreendendo”, afirmou.

 

José Nunes, com fotos de Walter Rafael, da Secom-PB