Fale Conosco

14 de dezembro de 2012

Paraíba é destaque na Folha de São Paulo pela redução dos roubos a agências bancárias



A Paraíba, mais uma vez, ganhou destaque na mídia nacional pelos avanços na segurança pública. Desta vez, o jornal Folha de São Paulo, um dos veículos impressos mais importantes do país, mostrou os resultados apresentados pela polícia paraibana no combate aos roubos a bancos.

A reportagem do caderno Cotidiano 2 destaca a Paraíba como o estado do Nordeste que mais reduziu o número de ataques a agências bancárias. O texto apresenta um gráfico que mostra a redução de 20,8% no número de casos em 2012, em relação ao ano anterior. Foram 72 crimes em 2011, contra 57 este ano. Os dados foram fornecidos pelos próprios sindicatos dos bancários da Região.

A redução do número de roubos e furtos a caixas eletrônicos com uso de explosivos é ainda mais expressiva. Segundo dados da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), houve uma queda de 80% em relação ao ano anterior.

Os números foram fornecidos pelo diretor de segurança do órgão, Oscar Viotto, na ocasião da 35ª reunião do Conselho de Segurança Pública do Nordeste (Consene), realizada este mês em João Pessoa. Segundo Viotto, enquanto que em 2011 foram registrados 104 casos de ataques a caixas eletrônicos, este ano foram 19 até o mês de novembro.

Redução dos homicídios – Recentemente, a Paraíba também foi destaque na mídia nacional pelo combate aos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). A redução de 9, 69% no número de homicídios registrados no Estado, quando comparados os períodos entre janeiro e novembro dos anos de 2011 e 2012, foi assunto na página do Portal R7 no último dia 7 de dezembro.

O texto do portal informou que a redução obtida na Paraíba foi maior que em outros estados do Nordeste, a exemplo de Pernambuco e da Bahia. A matéria também afirma que o governador Ricardo  Coutinho atribui a redução de CVLI às oito Unidades de Polícia Solidária (UPS), instaladas em bairros da capital, João Pessoa, nas quais a Polícia Militar atua de acordo com modelo de Polícia Comunitária.

A meta de redução de homicídios na Paraíba é de 10% até o fim de dezembro. Para isso, chefe do executivo se reúne com o secretário da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, e outros gestores de segurança pública do Estado para monitorar as ações na área.

“Apostamos numa repressão mais qualificada, com ações de inteligência e integração das polícias, além de uma maior articulação com outros estados do Nordeste. Foram feitas grandes operações e este trabalho será contínuo, sempre priorizando o combate aos crimes contra a vida e os crimes patrimoniais”, ressaltou o secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima.