João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba discute parceria com Estados Unidos para abertura de rota comercial de navios

terça-feira, 2 de junho de 2015 - 16:28 - Fotos: 

O presidente da Companhia Docas da Paraíba, Lucélio Cartaxo, manteve audiência, nesta terça-feira (2), com o cônsul-geral dos Estados Unidos, Richard Reiter. Durante o encontro, realizado no Porto de Cabedelo, foram discutidas formações de novas parcerias e a ampliação das já existentes. A abertura de rota comercial de navios vindos dos Estados Unidos foi um dos assuntos abordados. Richard Reiter conheceu ainda as instalações do Porto e alguns projetos em andamento, a exemplo da construção do terminal de múltiplo uso.

Lucélio Cartaxo afirmou que a visita do cônsul-geral dos Estados Unidos deixou boas expectativas. “É uma visita muito importante. Ele veio conhecer as instalações. Já temos parceria, uma vez que as importações de petcoke, produto muito importante para a indústria cimenteira da Paraíba, vindas do Porto de Houston, chegam pelo Porto de Cabedelo. Com certeza iremos ampliar ainda mais as parcerias, não apenas com o Porto de Houston, mas também com outros portos norte-americanos”, afirmou.

O presidente da Companhia Docas da Paraíba enfatizou que o Porto de Cabedelo vive um bom momento, mesmo em meio à dificuldade econômica do País. “Podemos exemplificar esse bom momento com a construção do terminal de múltiplo uso. O Governo do Estado já assinou protocolo de intenções para que a construção seja viabilizada no menor espaço de tempo possível. Com isso, a Paraíba só tem a ganhar. Para se ter ideia, com a construção desse terminal, serão gerados 600 novos empregos, serão construídos 600 metros de cais e a capacidade de armazenagem do Porto irá para 102 mil metros quadrados”, destacou.

Outra obra destacada por Lucélio Cartaxo foi a sinalização do cais, que deverá começar a funcionar ainda este ano. “Já temos garantidos pelo Governo Federal R$ 3 milhões com essa finalidade. Há mais de dez anos que o Porto deixou de funcionar à noite. Com isso, teremos mais receita e mais empregos”, disse, ressaltando a ampliação do calado de 9,13 metros para 11 metros de profundidade. “Iremos, com essa obra, receber navios de grande porte e ter um aumento na receita do Porto de Cabedelo em 100%”, prosseguiu.

O cônsul-geral dos Estados Unidos se disse impressionado pela estrutura portuária de Cabedelo. “O que pudemos perceber é que este lugar é muito promissor para bons negócios. Além de toda essa estrutura física, há um grande entusiasmo dos que trabalham aqui nesse sentido. Então, não temos dúvidas de que vamos ampliar as parcerias existentes, mas também criar novas parcerias”, afirmou.

José Arlan Silva Rodrigues, representante de uma das empresas parceiras do Porto de Cabedelo, destacou o empenho do Governo do Estado para o bom momento pelo qual passa o equipamento. “O empenho do Governo do Estado tem sido muito importante. Ao longo dos últimos anos, o que temos visto é uma ascensão do Porto em investimentos. Não tenho dúvidas de que a parceria pela Marajó Transportes trará bons resultados. É algo em que todos saem ganhando, inclusive a população paraibana”, finalizou, fazendo referência aos investimentos para a construção do terminal de múltiplo uso. Além da Marajó, a obra contará também com investimentos de uma empresa portuguesa.