Fale Conosco

14 de outubro de 2011

Paraíba deve colher 147,6 mil toneladas de milho durante a safra deste ano



A Emater Paraíba, empresa vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), vai coordenar a partir da quinta-feira (20), e durante oito dias, a colheita de milho no município de Alagoa Grande, 118 km da Capital. Os técnicos da empresa aproveitarão para repassar aos agricultores familiares novas práticas de aproveitamento e armazenamento da produção. A colheita começará às 9h na comunidade Barro Branco.

A área plantada de milho na Paraíba – em sistemas de sequeiro e consorciado – conforme dados do IBGE divulgados no mês de março passado foi de 167.272 hectares, com 10.571 agricultores familiares e uma produção esperada de 147.611 toneladas, informou Antônio Bacalhau, engenheiro agrônomo da Emater. Essa estimativa está de acordo com o Plano Anual de Trabalho (PAT).

Na atual safra agrícola, a área plantada de milho consorciado com feijão macassar, assistida pela Emater, foi de 31.403,5 hectares, com uma perspectiva de produção de 641,9 toneladas. Já o milho consorciado com o feijão mulatinho, numa área plantada de 11.456 hectares, a produção esperada é de 11.985,9 toneladas.

Antônio Bacalhau explicou que a maior produtividade do milho no Estado é registrada em área de sequeiro e às vezes de forma isolada. O sistema de sequeiro adotado pelo agricultor Lucas Evangelista, da Comunidade Barro Branco, no município de Alagoa Grande, por exemplo, tem uma produtividade neste ano estimada em torno de 2.400 quilos/ha, devendo colher 65.214 toneladas, numa área de 63.109,9 hectares.

Lucas lembrou que todo seu plantio segue a orientação técnica de priorizar a produção agroecológica, garantindo com isso uma alimentação saudável. “Para realizar o plantio, não foi preciso desmatar, pois a área utilizada estava sendo ocupada com a criação bovina”, frisou.