João Pessoa
Feed de Notícias

Paraíba atrai empreendimento que vai gerar 430 empregos diretos até julho

terça-feira, 26 de janeiro de 2016 - 17:31 - Fotos: 

A rede Carajás vai gerar cerca de 430 empregos diretos em Cabedelo com a instalação de uma nova loja, que será inaugurada em julho. O processo de seleção dos funcionários deve começar até o final de março, por meio do Sine Estadual. Nesta terça-feira (26), o governador Ricardo Coutinho recebeu diretores da empresa para conhecer detalhes do projeto.

Na reunião, o governador ressaltou a importância da instalação do empreendimento para a Região Metropolitana de João Pessoa, que será beneficiada com a geração de novos postos de trabalho e o aquecimento do comércio varejista local. Também participaram da audiência a presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Tatiana Domiciano, o secretário de Estado da Receita, Marialvo Laureano, e o chefe de Gabinete do Governador, Fábio Maia.

O investimento para a construção da segunda loja do grupo na Paraíba está estimado em R$ 70 milhões. A empresa já possui unidades em funcionamento nas cidades de Campina Grande, João Pessoa, Maceió e Arapiraca. 

De acordo com o diretor superintendente do Grupo Carajás, Abílio Neto, a Paraíba tem potencial para receber mais uma loja do grupo. “Vivemos um momento difícil na economia nacional, mas um dia a situação será revertida e estaremos preparados para a demanda que surgirá. Tenho certeza que o mercado paraibano vai gerar essa demanda, principalmente em decorrência dos empreendimentos e indústrias instalados nos últimos anos”, avaliou.

De acordo com o empresário, a loja será a maior do segmento na Paraíba. O prédio ocupará uma área de 32 mil m², com 11.200 mil m² de loja dividida em dois pavimentos. Serão comercializados 55 mil itens, como equipamentos eletroeletrônicos, utilidades, pisos, revestimentos, tintas, material elétrico, móveis e artigos para casa. “A loja terá um conceito mais completo e moderno, com esteiras rolantes, elevadores e restaurante”, frisou Abílio Neto.