Fale Conosco

27 de março de 2015

Paraíba apresenta experiência com o e-SUS em fórum nacional



A Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba (SES-PB), por meio da Gerência de Atenção Básica, participou da quinta edição do Fórum Nacional de Gestão da Atenção Básica. As atividades começaram na última quarta-feira (25) e serão finalizadas nesta sexta-feira (27) no Grand Bittar Hotel, em Brasília. O evento, promovido pelo Ministério da Saúde, tem como tema central “Atenção Básica mais acessível, cuidadora e resolutiva”. A intenção é estimular um debate entre convidados da gestão da Atenção Básica dos estados e capitais, departamentos do Ministério da Saúde, Conass, Conasems e universidades parceiras.

Na oportunidade, os presentes puderam participar de mesas redondas e grupos de trabalho que abordaram movimentos possíveis a partir dos resultados do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (Pmaq). “Nas conversas, estudamos passos e estratégias especialmente no que tange à implantação do novo sistema de informação, o e-SUS AB, associando à temática central do evento”, afirmou a gerente da Atenção Básica da SES-PB, Shênia Maria.

O e-SUS é uma estratégia do Departamento de Atenção Básica para reestruturar as informações da Atenção Básica em nível nacional. Esta ação está alinhada com a proposta mais geral de reestruturação dos Sistemas de Informação em Saúde do Ministério da Saúde, entendendo que a qualificação da gestão da informação é fundamental para ampliar a qualidade no atendimento à população. A estratégia e-SUS faz referência ao processo de informatização qualificada do SUS em busca de um SUS eletrônico.

A equipe da SES-PB desenvolveu uma apresentação sobre a experiência com o e-SUS, em virtude da Paraíba ser o terceiro estado mais avançado no processo de implantação do sistema (estando atrás apenas do Amapá e do Maranhão). “O sistema foi criado em 2013 e a implantação começou a ser feita no ano passado. O mês de junho é o prazo máximo para que todos os municípios brasileiros operem o sistema, mas a Paraíba já está bem à frente – apenas 23 municípios estão em processo de implantação, os demais já estão operando”, comemora Shênia.

O e-SUS faz uma análise mais detalhada do trabalho desempenhado pelas equipes de Atenção Básica. “Antes, usávamos o Sistema de Informação de Atenção Básica (Siab), no qual os dados eram registrados de maneira resumida. Com o e-SUS, podemos, de maneira detalhada e precisa, gerenciar melhor as equipes de saúde, monitorar e equalizar o trabalho de cada funcionário. Desta maneira, a população só tem a ganhar, porque o serviço chega com mais qualidade e exatidão”, concluiu.

Sobre o e-SUS – O novo sistema é uma iniciativa do Ministério da Saúde e a proposta é garantir a individualização de registro de pacientes e, ainda, a melhora no diálogo com parentes do usuário internado. O objetivo é melhorar as notificações relacionadas à Atenção Básica.

Processos como a elaboração de prontuários, prescrição de medicamentos, solicitação de exames, marcação de consultas e internações estarão totalmente informatizados dentro das normas do e-SUS. Ele é fruto de pesquisas e estudos direcionados aos profissionais de saúde que estão na linha de frente desses serviços. A intenção é diminuir a quantidade de fichas e oferecer mais informação: tudo isso incluído num programa de internet que venha a definir linhas de ação para uma melhor prestação de serviços, optando pela Tecnologia da Informação aliada aos procedimentos de Protocolo Clínico.