Fale Conosco

12 de maio de 2016

Palestra motivacional e homenagens marcam primeiro dia da Semana da Enfermagem no Hospital de Trauma



A programação da Semana de Enfermagem do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, iniciou nesta quinta-feira (12) com uma série de homenagens e realizações de palestras sobre o aprimoramento profissional e motivação, realizadas no auditório da instituição. O evento reuniu enfermeiros, auxiliares e técnicos de Enfermagem, Superintendência, Diretoria e colaboradores de todas as áreas, bem como o presidente do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba.

A solenidade foi aberta pelo superintendente da unidade de saúde, Milton Pacífico, que em seu discurso enalteceu o sacrífico diário que esses profissionais enfrentam em prol do outro. “Escolher uma profissão de enfermeiro e técnico de enfermagem é saber se doar. Que essa semana seja de homenagens a quem muito merece e pouco é reconhecido”, elogiou.

A gerente de Enfermagem do hospital, Daína Jerônimo, prestou sua homenagem lembrando as origens da Enfermagem, citando os exemplos de Florence Nigthingale e Ana Néri, que servem de inspiração e personificam o ideal das enfermeiras e enfermeiros. E ao agradecer as homenagens dirigidas à classe, Daína destacou o compromisso da enfermagem com a ética e o seu elevado espírito profissional. “No exercício de nossas funções, o convívio com os pacientes é permanente e mais do que os cuidados ao ministrar os medicamentos também temos a preocupação de proporcionar conforto e alívio aos nossos pacientes e familiares”, frisou.

Na ocasião, foi realizada uma palestra motivacional pela psicóloga e coordenadora da Ouvidoria, Gorete Resende, que abordou a valorização do profissional que lida diretamente com a dor do outro. “Foi abordada a valorização desses profissionais que, apesar das dores e frustações, que são muitas, eles tratam diretamente com a dor do outro. Eles têm que estar com o coração aberto para novas experiências, deixando para trás as dores e olhando para frente. Lembrando que a vivência de Enfermagem que eles adquiriram são únicas. Eles precisam se cuidar, se amar e confiar em si mesmos, porque quem pode fazer melhor por eles para que a profissão seja reconhecida são eles mesmos”, salientou.

A coordenadora da Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) e Unidade de Pós-Operatório da instituição, Desirée Mazocco, revelou que se sentiu bastante prestigiada com evento dessa quinta. “É muito importante a gente ser valorizado. Todos que palestraram falaram muito bem sobre o que a enfermagem representa. Essas palestras motivacionais fizeram muita gente refletir com a dinâmica do barquinho. Não imaginava que há 9 anos eu entraria na enfermagem e ganharia tanto. Pude perceber que ganhei mais coisas do que perdi. Como por exemplo, perdi muitas noites de sono, mas ganhei amigos verdadeiros; tive muito estresse, mas ganhei muito amadurecimento e experiência não só profissional mais muito mais de vida. Hoje, sem dúvida, a enfermagem é alma do hospital”, ressaltou.