João Pessoa
Feed de Notícias

Palestra marca apresentação do Programa de Desenvolvimento Gerencial aos gestores da SER-PB

sexta-feira, 10 de março de 2017 - 17:22 - Fotos:  Divulgação

A palestra intitulada “Perspectivas para o Desenvolvimento Gerencial da Secretaria de Estado da Receita do Governo da Paraíba” com o professor doutor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Anielson Barbosa da Silva, marcou o início do ano pedagógico da Escola de Administração Tributária (ESAT) e do Programa de Desenvolvimento Gerencial (Prodege) da SER-PB, que será implantado pela pasta.

O evento, realizado no auditório que foi da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), foi aberto pelo secretário executivo de Estado da Receita, Leonilson Lins de Lucena, e reuniu os gestores (coordenadores, gerentes, subgerentes, chefes, supervisores e assessores).

 

 

PRODEGE SERÁ EM ETAPAS – O Programa de Desenvolvimento Gerencial (Prodege) da SER-PB foi concebido para atender a uma das diretrizes do Prodege, em vigor desde 2009, que tem o objetivo de qualificar os gestores públicos para a melhoria dos processos, do trabalho e das relações institucionais. A elaboração e a implementação do Prodege serão realizadas em etapas. A primeira, configurada como a de elaboração, será realizada ainda no primeiro semestre deste ano. A palestra serviu de divulgação e de sensibilização dos gestores da SER para a proposta, mas ainda neste mês de março será realizada uma seleção de uma equipe técnica de servidores da própria SER para participar do processo de elaboração do Prodege.

Já no mês de abril, essa equipe técnica selecionada vai passar por um processo de qualificação, enquanto os meses de maio e de junho serão para o processo de discussão e a elaboração da concepção do Prodege. A previsão inicial é que até o final de junho a Receita Estadual volte a reunir os gestores para realizar uma nova palestra, mas, agora, de lançamento para apresentar o Programa de Desenvolvimento Gerencial (Prodege). Após o lançamento, uma nova etapa será divulgada para a implementação do programa, que será elaborado de forma customizado, ou seja, adequado à realidade da pasta e com a participação dos gestores da SER.

O palestrante, professor da UFPB Anielson Barbosa da Silva, afirmou que o Prodege “tem a função de qualificação gerencial, que é um grande diferencial no mundo contemporâneo. São os gestores públicos, efetivamente,que vão conduzir a gestão e promover a transformação que a sociedade demanda e também necessita de melhoria do serviço público”, declarou.

Anielson Barbosa, que vai conduzir o processo do Prodege na SER-PB, disse que o programa possui algumas peculiaridades. “Ele está focado, sobretudo, em desenvolvimento de competências, específicas da atuação e do contexto da SER-PB, por isso o programa tem uma natureza de ser customizado a essa realidade, daí a necessidade de ser um processo participativo, ou seja, envolver os servidores dentro dessa realidade do processo. Vamos solicitar a indicação de 20 a 25 gestores da Receita Estadual para participar das discussões do programa para elaborá-lo de forma bem participativa. Ninguém conhece melhor a realidade da SER senão os gestores”, apontou.

TORNAR-SE REFERÊNCIA – O palestrante acrescentou ainda que o propósito do Prodege é viabilizar uma maior qualificação do gestor público para uma finalidade: “melhorar a afetividade da prestação do serviço, a integração entre as várias unidades (órgãos) da secretaria e entre as várias secretarias do Estado”.

Segundo Anielson, o programa implantado e bem sucedido “poderá transformar a própria SER-PB numa referência para outras secretarias em termos de desenvolvimento gerencial e a partir de sua disseminação e concepção com características diferenciadas pode despertar em outros Estados um programa gerencial de referência. Vejo várias peculiaridades do programa seja individual ou institucional. Contudo, entendo também que o programa precisa ser uma ação estratégia do Estado para que, gerando gestores mais qualificados, melhore a qualidade do serviço público e as demandas da sociedade”, prospectou.