Fale Conosco

17 de dezembro de 2013

Palestra destaca mártires da revolução de 1817



A professora e historiadora da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Eliete Gurjão, faz palestra sobre a ‘Memória e Patrimônio da Revolução de 1817’ na Paraíba, nesta terça-feira (17), na Capital. O evento acontece às 19h, no auditório da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur). A palestra tem como público alvo os guias de turismo, estudantes universitários e as pessoas interessadas com a preservação do patrimônio histórico e tem o apoio da UEPB, da PBTur e do Sindicato dos Guias de Turismo da Paraíba,

A palestrante, que também é coordenadora do projeto de extensão da UEPB “Antes que se Apague Completamente: Memória e Patrimônio de 1817 na Paraíba”, revela que o trabalho foi desenvolvido em parceria com o Ministério da Justiça. Ela disse que isso garantiu o resgate e a recuperação de quatro placas instaladas em alguns pontos do Centro Histórico de João Pessoa. Essas placas são alusivas aos mártires (revoltosos) da revolução pernambucana de 1817, que queriam proclamar a República e, com isso, acabar com o sistema de governo existente.

Diante desse cenário diversas atividades de educação patrimonial e restauração recuperaram as placas que estão agora devidamente acessíveis à visitação”, informou a professora Eliete Gurjão. As placas restauradas podem ser encontradas na fachada de casarão em ruína, localizado na Ladeira de São Pedro Gonçalves, no Varadouro; na parede externa do Mosteiro de São Bento, na rua General Osório; na fachada principal do prédio que hoje é a Funape, na Praça Rio Branco, e na parede externa da Igreja de Lourdes, na Rua das Trincheiras.

Esse é um capítulo histórico e cultural da Paraíba, que é desconhecido por grande parte da população, que ignora a importância da valorização e do resgate deste patrimônio”, afirma a professora e pesquisadora.