João Pessoa
Feed de Notícias

Palestra apresenta desafios da implantação do sistema de segurança alimentar e nutricional na Paraíba

quinta-feira, 27 de agosto de 2015 - 18:57 - Fotos: 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Humano (Sedh) e Secretaria Executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária (Sesaes), participou do IV Seminário Mesa Brasil, promovido pelo Sesc Paraíba, no Cine Teatro do Sesc, em Campina Grande, nesta quarta (26). O encontro segue até esta sexta-feira (28). O evento discutiu o tema “Desafios e novas perspectivas para a promoção da alimentação adequada” e a secretária executiva Ana Paula Almeida ministrou palestra sobre os Desafios da Implantação do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional no estado da Paraíba.

Em sua palestra, Ana Paula destacou a importância do compromisso que o Governo do Estado tem com a construção dessa política. “A Paraíba vem avançando expressivamente na implantação e no fortalecimento das ações de segurança alimentar, em parceria com o  governo federal, e a gente tem conseguido diminuir os índices de insegurança alimentar no estado. Ao longo dos últimos quatro anos, houve uma queda considerável de 17% dos domicílios que tinham alguma situação de insegurança alimentar moderada ou grave para 3%”, revelou, enfatizando que “o governo está comprometido em diminuir ao máximo o número das pessoas que ainda passam fome.”

O Mesa Brasil Sesc é uma rede nacional de bancos de alimentos contra a fome e o desperdício. Seu objetivo é contribuir para a promoção da cidadania e melhoria na qualidade de vida de pessoas em situação de pobreza, em uma perspectiva de inclusão social. O Mesa Brasil também desenvolve diariamente ações de caráter educativo, oficinas, palestras não apenas para evitar o desperdício dos alimentos, mas também com o intuito de informar e orientar sobre os cuidados com a escolha de bons produtos, bem como a manipulação e conservação dos alimentos. Baseado nessas ações, o projeto promove novos conhecimentos para melhorar a qualidade das refeições e a geração de renda. Seu pilar de sustentação é pegar alimentos onde sobra e entregar onde falta.