João Pessoa
Feed de Notícias

Palácio da Redenção adere a campanha mundial ‘Outubro Rosa’

terça-feira, 16 de outubro de 2012 - 15:17 - Fotos:  Francisco França/Secom-PB

O Palácio da Redenção, sede oficial do Poder Executivo Estadual, também está participando das ações do “Outubro Rosa”, campanha mundial para a prevenção e conscientização do câncer de mama que acontece durante o mês de outubro. Quem passar à noite na Praça João Pessoa, no centro da Capital, vai observar luzes com tons rosa na fachada do Palácio. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, é parceiro da Organização Não Governamental (Ong) Amigos do Peito nas ações do “Outubro Rosa”.

A programação do ‘Outubro Rosa’ inclui ações educativas e preventivas com profissionais especialistas nas áreas de mastologia, oncologia e cirurgia plástica que vão tirar dúvidas e orientar as pessoas sobre a doença.

Em João Pessoa  as ações do  “Outubro Rosa” serão encerradas no dia 28, a partir das 11h, no Haras Por do Sol com uma grande feijoada animada por um trio de forrozeiros.

Prevenção ao câncer -  O Estado dispõe de 23 mamógrafos que realizam exames pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Dois desses equipamentos estão no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, e um deles tem capacidade de realizar mil exames por mês. Os mamógrafos se encontram em hospitais públicos, filantrópicos e privados\conveniados. Esses equipamentos realizam a mamografia de rastreamento na população de 50 a 69 anos de idade.

Outro dado importante é que a Paraíba registrou um aumento de 169% no número de mamografias realizadas no primeiro quadrimestre (de janeiro a abril) deste ano se comparado com o mesmo período do ano passado. Foram 17.457 em 2012 contra 6.486 em 2011. Na população alvo, o aumento foi de 177%.

As políticas de rastreamento mamográfico, a partir dos 50 anos, têm contribuído para reduzir o percentual de câncer diagnosticado nos estágios 3 e 4. A razão de mobilizar para o “Outubro Rosa” está relacionada aos números da doença. Embora o câncer de mama seja uma doença curável se detectada em seus estágios iniciais, entre 1979 e 1999, a taxa bruta de mortalidade por câncer de mama no Brasil experimentou um aumento de 69% (de 5,77 para cada 100 mil habitantes em 1979, para 9,75 na mesma proporção, em 1999).

O Governo do Estado juntamente com os municípios paraibanos, está organizando a rede de serviços de saúde, a partir das necessidades de saúde da população. Para alertar sobre as formas de diagnóstico e prevenção ao câncer de mama, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, tem feito parcerias com várias entidades e associações para a realização de ações de diagnóstico e prevenção do câncer de mama.

Na Paraíba, existe um total de quatro serviços cadastrados como credenciados para o atendimento às Neoplasias: Centro de Alta complexidade; Fundação Assistência da Paraíba, em Campina Grande; e o Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa. E como referência para tratamento das leucemias o Hospital São Vicente de Paula, em João Pessoa e o Hospital Universitário Alcides Carneiro, em Campina Grande.

A campanha  – O Outubro Rosa é um movimento mundial, nascido em 1997, nas cidades de Yuba e Lodi, na Califórnia (EUA). O movimento tem por objetivo dar visibilidade às iniciativas de enfrentamento do câncer de mama e promover a consciência sobre a importância do diagnóstico precoce para ampliar as chances de cura para a doença.

O movimento caracteriza-se por imprimir a cor rosa – que marca a luta contra o câncer de mama e também está presente no laço, símbolo da campanha – aos ambientes de acesso público. Tradicionalmente o “Outubro Rosa” tem sido marcado pela iluminação em rosa de prédios e monumentos; pela pintura de muros, calçadas, bancos de praças; pela mudança de cor dos ambientes de sites de empresas e organizações em geral; e outras ações criativas.

Mundialmente, a campanha já iluminou a Torre de Pisa, na Itália; o Arco do Triunfo, em Paris; a Casa Branca, em Washington; e o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro; entre inúmeros outros prédios e monumentos.

Em 2008, o Brasil aderiu à campanha e, com realização da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), foram iluminados o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, a Pinacoteca, em São Paulo, a Ópera de Arame, no Paraná, o memorial Jucelino Kubchek, em Brasília e o Palácio Piratini e a torre da Usina do Gasômetro no Rio Grande do Sul.