Fale Conosco

16 de outubro de 2012

Palácio da Redenção adere a campanha mundial ‘Outubro Rosa’



palacio campanha do outubro rosa foto francisco franca (11)O Palácio da Redenção, sede oficial do Poder Executivo Estadual, também está participando das ações do “Outubro Rosa”, campanha mundial para a prevenção e conscientização do câncer de mama que acontece durante o mês de outubro. Quem passar à noite na Praça João Pessoa, no centro da Capital, vai observar luzes com tons rosa na fachada do Palácio. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, é parceiro da Organização Não Governamental (Ong) Amigos do Peito nas ações do “Outubro Rosa”.

A programação do ‘Outubro Rosa’ inclui ações educativas e preventivas com profissionais especialistas nas áreas de mastologia, oncologia e cirurgia plástica que vão tirar dúvidas e orientar as pessoas sobre a doença.

Em João Pessoa  as ações do  “Outubro Rosa” serão encerradas no dia 28, a partir das 11h, no Haras Por do Sol com uma grande feijoada animada por um trio de forrozeiros.

Prevenção ao câncer -  O Estado dispõe de 23 mamógrafos que realizam exames pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Dois desses equipamentos estão no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, e um deles tem capacidade de realizar mil exames por mês. Os mamógrafos se encontram em hospitais públicos, filantrópicos e privados\conveniados. Esses equipamentos realizam a mamografia de rastreamento na população de 50 a 69 anos de idade.

Outro dado importante é que a Paraíba registrou um aumento de 169% no número de mamografias realizadas no primeiro quadrimestre (de janeiro a abril) deste ano se comparado com o mesmo período do ano passado. Foram 17.457 em 2012 contra 6.486 em 2011. Na população alvo, o aumento foi de 177%.

As políticas de rastreamento mamográfico, a partir dos 50 anos, têm contribuído para reduzir o percentual de câncer diagnosticado nos estágios 3 e 4. A razão de mobilizar para o “Outubro Rosa” está relacionada aos números da doença. Embora o câncer de mama seja uma doença curável se detectada em seus estágios iniciais, entre 1979 e 1999, a taxa bruta de mortalidade por câncer de mama no Brasil experimentou um aumento de 69% (de 5,77 para cada 100 mil habitantes em 1979, para 9,75 na mesma proporção, em 1999).

O Governo do Estado juntamente com os municípios paraibanos, está organizando a rede de serviços de saúde, a partir das necessidades de saúde da população. Para alertar sobre as formas de diagnóstico e prevenção ao câncer de mama, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, tem feito parcerias com várias entidades e associações para a realização de ações de diagnóstico e prevenção do câncer de mama.

Na Paraíba, existe um total de quatro serviços cadastrados como credenciados para o atendimento às Neoplasias: Centro de Alta complexidade; Fundação Assistência da Paraíba, em Campina Grande; e o Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa. E como referência para tratamento das leucemias o Hospital São Vicente de Paula, em João Pessoa e o Hospital Universitário Alcides Carneiro, em Campina Grande.

A campanha  – O Outubro Rosa é um movimento mundial, nascido em 1997, nas cidades de Yuba e Lodi, na Califórnia (EUA). O movimento tem por objetivo dar visibilidade às iniciativas de enfrentamento do câncer de mama e promover a consciência sobre a importância do diagnóstico precoce para ampliar as chances de cura para a doença.

O movimento caracteriza-se por imprimir a cor rosa – que marca a luta contra o câncer de mama e também está presente no laço, símbolo da campanha – aos ambientes de acesso público. Tradicionalmente o “Outubro Rosa” tem sido marcado pela iluminação em rosa de prédios e monumentos; pela pintura de muros, calçadas, bancos de praças; pela mudança de cor dos ambientes de sites de empresas e organizações em geral; e outras ações criativas.

Mundialmente, a campanha já iluminou a Torre de Pisa, na Itália; o Arco do Triunfo, em Paris; a Casa Branca, em Washington; e o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro; entre inúmeros outros prédios e monumentos.

Em 2008, o Brasil aderiu à campanha e, com realização da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), foram iluminados o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, a Pinacoteca, em São Paulo, a Ópera de Arame, no Paraná, o memorial Jucelino Kubchek, em Brasília e o Palácio Piratini e a torre da Usina do Gasômetro no Rio Grande do Sul.