João Pessoa
Feed de Notícias

Palacete em que morou João Pessoa tem obras retomadas

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010 - 11:18 - Fotos: 

O palacete estilo art décor que serviu de moradia ao ex-presidente João Pessoa, quando ele governava a Paraíba, tem o trabalho de restauração retomado e a previsão é de que até o final de 2010 o imóvel histórico possa funcionar como o Museu do Império à República, dotando a Capital do Estado de um equipamento cultural que contará a história da formação paraibana de forma dinâmica, conciliando objetos antigos com novas tecnologias.

O arquiteto Eduardo Navarro, da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado da Paraíba (Suplan), acompanhou os museólogos Ana Helena Curti e Pedro Mendes da Rocha, ambos da Arte3, especializada em restauração de museus, em visita ao prédio que será restaurado, preservando a estrutura e as características da arquitetura e estilo de vida da década de 1920. O imóvel tem 15 cômodos, tetos com forros decorados com elementos decorativos como peixes e caju, grande número de portas com vidraças, ambientes arejados e com muita luz natural.

Situado no número 92, da Praça da Independência, na área central de João Pessoa, o palacete tem a restauração e a recuperação com custos estimados em cerca de R$ 3 milhões. Haverá, inclusive, a renovação dos jardins da forma como existia e, também, serão equipamentos de apoio na área externa, como cafeteria e o setor administrativo.

Passeio no tempo e na geografia

O uso de equipamentos multimídia, com efeitos virtuais, vai permitir ao visitante um passeio no tempo, na história e na geografia da Paraíba. Segundo explicou o museográfo Pedro Mendes da Rocha, no piso da ampla sala térrea haverá uma projeção do mapa da Paraíba. Já Ana Helena Curti, revelou que, a partir dos estudos da equipe de historiadores paraibanos coordenados pela professora Rosa Godoy, haverá informações sobre o desenvolvimento da cidade, a cultura paraibana, as personalidades e fatos históricos. No primeiro andar, onde está a área íntima, um dos quartos terá os móveis de época, reconstituindo o modo de viver da elite paraibana, naquele período.

O palacete possui ainda um mirante que terá a cúpula restaurada e abrigará equipamentos de observação do céu, inclusive, dotados de pequenos filmes. Na área externa, além da recuperação do jardim também estão previstas exposições temporária e a antiga garagem poderá abrigar um pequeno auditório. A idéia geral é fazer com que o museu, a exemplo do Museu da Palavra, em São Paulo, seja interativo e permita à comunidade não apenas a aquisição de conhecimentos sobre a história e a cultura paraibanas como também se torne um agradável passeio na geografia estadual.

Naná Garcez, com fotos de Walter Rafael, da Secom-PB