João Pessoa
Feed de Notícias

Pacientes do Laureano participam de atividades do Projeto Acesso Cidadão

segunda-feira, 8 de abril de 2013 - 11:00 - Fotos:  Roberto Guedes/Secom-PB

Pacientes do Hospital Napoleão Laureano, acompanhantes e familiares tiveram uma manhã diferente, participando de atividades de esporte, cultura e lazer, através das ações do Projeto Acesso Cidadão, que funciona na praia do Cabo Branco em João Pessoa. A atividade, que acontece todos os sábados, das 7h às 12h, neste sábado (6) promoveu uma programação especial para o acolhimento de um grupo de crianças que estão em tratamento contra o câncer.

Os visitantes foram conduzidos pela Ong Donos do Amanhã, responsável por prestar apoio material, afetivo e psicológico aos pacientes em atendimento na capital paraibana A ideia surgiu de um convite feito por Genilson Machado, presidente da Ong AC Social e um dos coordenadores do projeto.

Cintya Regina

“A proposta feita por Genilson foi rapidamente aceita pela coordenadora da Donos do Amanhã, que através dos contatos posteriores definiu a data e a melhor forma de trazer as crianças para essa atividade tão diferente do cotidiano de todos. Apesar deles não poderem entrar na água por conta do tratamento, a saída do hospital e principalmente as atividades de lazer, com certeza dão um ânimo novo para retornar a rotina regrada, que é necessária para a luta contra a doença.”, destacou Cintya Regina, responsável pelo grupo vindo do Napoleão Laureano.

A programação foi iniciada com um café da manhã e seguiu com oficinas de alongamento, paradesportos e massoterapia. O ponto alto do dia foi o show do grupo “Palhasus” e a “contação de histórias” com a participação especial da professora Maria Magdalena Araújo, com o conto da Galinha Anita e seus Pintinhos.

João Michael, de quatro anos, foi um dos mais atentos aos detalhes da apresentação, mas sempre que incentivado também interagia com as histórias e brincadeiras. “Essa opção de lazer com certeza vai ajudar muito no processo de recuperação, pois por conta da rotina ficamos muito presos às regras do tratamento. Ele gostou muito do ambiente e as ações diferentes como essa são importantes para levantar o astral das crianças.”, comentou Rosa Maria, mãe de Michael.

O espaço ainda recebeu normalmente os usuários do Acesso Cidadão e também os novos visitantes, que ultrapassaram a marca das 100 pessoas neste dia diferenciado. O público com necessidades especiais procurou praticar surf adaptado, caiaque, vôlei sentado, frescobol e acesso ao mar, por meio das cadeiras anfíbias. No local também foi realizada a distribuição de camisas com os participantes e disponibilizado o suporte total dos voluntários nas tendas informativas, para utilização correta dos equipamentos.

“Comprovamos a importância e abrangência do projeto com a presença dos tradicionais usuários e dessas crianças do Napoleão Laureano, que agora também passam a ampliar ainda mais o nosso cunho de integração social. A maior recompensa do trabalho é ver pessoas que antes não tinham nenhuma opção de lazer, hoje tendo a oportunidade de acesso à cultura e ao esporte todas as semanas.”, afirmou o presidente da Fundação Casa de José Américo, Flávio Sátyro.

Flávio Sátyro

Acesso Cidadão - A ação é promovida Governo do Estado, por meio da Fundação Casa de José Américo, em parceria com a ONG AC Social, o suporte do Corpo de Bombeiros e a colaboração de voluntários do projeto.

O espaço funciona aos sábados, das 7h às 12h, em frente a Fundação Casa de José Américo, na orla da praia do Cabo Branco. A programação conta com a presença de aproximadamente 50 usuários por fim de semana, além dos turistas que passam pelo local e dos novos visitantes, que estão aumentando a cada semana.

Genilson Machado

“O nosso principal objetivo é fortalecer a ação em conjunto com vários segmentos sociais, pois percebemos a necessidade de unir forças da sociedade civil e dois poderes para acabar com o preconceito social. Nós não somos deficientes, a deficiência é o preconceito.”, declarou Genilson Machado, presidente da ong AC Social.