João Pessoa
Feed de Notícias

PAC na Paraíba investe mais de R$ 300 milhões em obras estruturantes

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010 - 12:40 - Fotos: 
O Programa de Aceleração do Crescimento, do governo federal, disponibiliza à Paraíba recursos da ordem de R$ 304 milhões em obras de abastecimento d’água e esgotamento sanitário. Os investimentos são aplicados no PAC Saneamento e PAC Infraestrutura.  São 24 os projetos financiados pelo PAC Saneamento, dos quais catorze beneficiam a cidade de João Pessoa, nos bairros do Bessa, Valentina Figueiredo, Cidade Universitária, Altiplano, Manaíra, Padre Zé, José Américo, Cidade Recreio, Cruz das Armas, Funcionários I, praias do Seixas e Penha, Comunidades Jardim Ester e Laranjeiras.

Outros projetos de esgotamento sanitário beneficiam as cidades de Cajazeiras, Santa Rita, Bayeux, Cabedelo e  Guarabira.  O Programa de Aceleração do Crescimento na área saneamento investe R$ 226,7 milhões. Em fevereiro do ano passado as obras tinham avançado menos de 3%, apesar da disponibilidade de recursos. Hoje as obras do PAC Saneamento, (abastecimento d’água e esgotamento sanitário) apresenta índice de execução superior a 65%, e algumas obras com mais de 70% executados.
 
O secretário do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Ciência e Tecnologia, Francisco Sarmento, destaca duas obras do PAC Saneamento: a Transposição Litorânea e a Adutora São José. A Translitorânea custa R$ 125 milhões e vai garantir água para mais 1,5 milhão de paraibanos de João Pessoa, Conde, Cabedelo, Bayeux e Santa Rita, por um horizonte de 20 anos. É uma das maiores obras do Nordeste, na atualidade. A primeira etapa fica pronta entre abril e maio. O sistema vai captar água do sistema Abiaí-Popocas, na região de Alhandra.

Já a Adutora São José vai reforçar o abastecimento de Campina Grande e região e vai receber água da transposição do São Francisco, já que o açude Boqueirão não é suficiente para a demanda atual. Esta segunda etapa custará R$ 45 milhões, já assegurados. Serão  beneficiandas mais de 500 mil pessoas e Campina Grande não terá mais problemas de racionamento d’água.
As obras do PAC na Paraíba são coordenadas pelo secretário Francisco Sarmento.

O PAC Infraestrutura é composto pelos sistemas adutores da Capivara, Acauã, e do Congo, este último com a segunda etapa em execução. A adutora Capivara foi inaugurada pelo governador recentemente e beneficia mais de 33 mil pessoas, são 106 quilômetros de adutora e o sistema é totalmente automatizado, servindo a oito cidades e dezessete distritos. Na obra foram investidos R$ 34,5 milhões.

O sistema adutor de Acauã beneficiará mais de 135 mil habitantes de Itatuba, Ingá, Juarez Távora, o Distrito de Zumbi, em Alagoa Nova, Salgado de São Félix, Mogeiro, Itabaiana, Juripiranga, Pilar e São Miguel de Taipu. Esta adutora é projeto iniciado ainda na segunda gestão do atual governador. Foi abandonado no governo passado e hoje está em execução com previsão de ser concluído em meados deste ano. O valor da obra é de R$ 28 milhões.

O sistema adutor do Congo, II etapa, no Cariri, vai beneficiar com água de qualidade mais de 36 mil habitantes das cidades de Livramento, Parari, Gurjão, Amparo, Ouro Velho, Prata, e São José dos Cordeiros, também com previsão de conclusão em junho deste ano. Esta obra estava em fevereiro de 2009 praticamente perdida, foi resgatada e retomada junto ao Banco Mundial e ao Ministério da Integração Nacional. Inserida no PAC a obra está em ritmo acelerado. Os recursos são da ordem de R$ 14,8 milhões.

Josélio Carneiro, da Secom