João Pessoa
Feed de Notícias

PAA encerra o ano com 100 mil toneladas de compras na Paraíba

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011 - 21:26 - Fotos:  Secom-PB

PAA: expectativas de bons negócios para 2012/ Secom-PB

Durante 2011, o Governo do Estado adquiriu cem mil toneladas de alimentos de pequenos agricultores, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (SEDH). Na tarde desta sexta-feira (2), em Curral de Cima, no Litoral Norte paraibano, foi realizado um balanço do Programa com os trabalhadores rurais da região.

Atualmente, o PAA destina toda a compra para as escolas municipais, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) de cada região. No próximo ano, a meta é fazer doação dos produtos comprados para pequenos municípios paraibanos com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Este levantamento será feito junto com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS).

“O objetivo da presidenta Dilma é fazer chegar aos municípios de pequeno porte a produção agrícola do PAA, para que os usuários dos programas sociais sejam contemplados. Este programa visa garantir a sustentabilidade do homem do campo e a segurança alimentar da população carente”, destacou a secretária da SEDH, Aparecida Ramos.

Boas vendas – Para quem terminou o ano vendendo bem, além da certeza do lucro ficam as expectativas de bons negócios para 2012. Foi neste clima de sucesso e confraternização que a equipe que faz o PAA na Paraíba foi saudada pelos agricultores de Curral de Cima.

De acordo com a coordenadora estadual do programa, Adelina Moreira, em 2011, o PAA contribuiu de maneira significativa para o fortalecimento da Agricultura Familiar, gerando renda para os pequenos agricultores e suas famílias. “Por meio de um trabalho árduo, mas realizado com empenho e amor, em parceria com a Empasa e Emater, conseguimos atingir nosso objetivo final, que é promover a segurança alimentar, combater a fome e dar melhores condições de vida ao homem do campo”, afirmou.

Segundo o agricultor Antônio Alves da Silva, o PAA é um incentivo para quem trabalha no campo. “A nossa meta é plantar cada vez mais, porque temos a venda certa. E o bom é que não preciso fazer empréstimo para manter a produção”, disse ele, que vendeu inhame, tomate, pimentão e outros produtos para o PAA este ano.

Quem também comemora bons frutos é a agricultora Roseane Rosa Benício Costa.  “Conseguimos vender R$ 4,5 mil em 2011 para o PAA. Além do bom negócio, com este programa também estamos contribuindo para a merenda escolar, oferencendo produtos de qualidade para as crianças”, disse.

Próximo ano – Em  2012, a proposta é realizar capacitações com os produtores, para que eles prosperem cada vez mais e produzam com qualidade.

“Doaremos não só os alimentos, mas o conhecimento, por meio da presença de estagiários do curso de Serviço Social da UFPB, que levarão aos usuários desse programa noções sobre direitos sociais e a legislação trabalhista, além de palestras sobre temáticas variadas, como mulher, família, criança, adolescente e idoso, entre outras”, ressaltou Adelina.

Um calendário de novas compras está sendo elaborado para o início do próximo ano e o cadastramento de novos agricultores também será aberto.

Para ter acesso ao benefício, o agricultor precisa possuir uma Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), que é fornecida pela Emater ou pelo Incra, quando o caso é de assentamento.

Em 2012, produtores serão capacitados/Secom-PB

PAA – O programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é do Governo Federal, com contrapartida do Governo do Estado, e conta com aproximadamente 600 pequenos agricultores cadastrados, distribuídos em 14 cidades. Desta forma, são beneficiadas mais de 40 mil pessoas, entre famílias de produtores e usuários das instituições que recebem os alimentos.

Os municípios onde o programa já atua são Pitimbú, Conde, Caaporã, Alhandra, Sapé, Cruz do Espírito Santo, Sobrado, Pilões, Curral de Cima, Itabaiana, Araçagi, Capim, Mamanguape e São Miguel de Taipú.