João Pessoa
Feed de Notícias

Ouvidoria Geral e Rede de Ouvidorias realizam avaliação e planejamento de metas para 2014

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013 - 17:59 - Fotos: 

Na manhã desta quinta-feira (12), foi iniciada a I Reunião de Avaliação 2013 e Planejamento da Ouvidoria Geral do Estado e Rede de Ouvidorias. O evento aconteceu durante todo o dia, no auditório da Escola de Serviço Público do Estado (Espep), com a participação de ouvidores e representantes de toda a Paraíba.

O objetivo do encontro é analisar a eficácia do instrumento de ouvidoria como um canal interno/externo de controle social, tendo como resultado a elaboração do plano de ação das respectivas ouvidorias, com vistas à melhoria desta ferramenta no processo de comunicação entre a administração pública e a sociedade.

A mesa de abertura foi composta por Tânia Brito, ouvidora geral do Estado; Marlene Ramalho, coordenadora do Fórum Paraibano de Ouvidorias; Joabson Nogueira, diretor geral do IFPB; Ivanilda Gentle, assessora de programas governamentais; César Lima, ouvidor da UFPB; Maria Gorete Rezende, ouvidora do Hospital de Emergência e Trauma; e Guilhermina Oliveira, representante do secretário executivo chefe da Casa Civil, Walter Aguiar.

Após a solenidade de abertura, o ouvidor assistente da OGE, Nilton Santos, realizou a apresentação do portal da instituição, convidando os participantes a disseminar a importância do conhecimento de mais esse instrumento criado para que a sociedade possa contribuir com a melhoria da qualidade dos serviços prestados pela administração pública. “Por meio do endereço eletrônico www.ouvidoria.pb.gov.br, os cidadãos têm um canal de comunicação direta com o governo, tendo a possibilidade de enviar informações, denúncias, reclamações, sugestões e elogios de forma prática, dinâmica e também de forma anônima”, disse.

O professor e diretor do IFPB, Joabson Nogueira, apresentou um painel intitulado “Gestão Pública e a Avaliação Institucional”, no qual ressaltou a importância da avaliação na prestação dos serviços e no desempenho da qualidade. “O processo de avaliação nos permite analisar as potencialidades e corrigir o que não vem dando certo, por isso é preciso quebrar o paradigma de que avaliar é algo negativo”, enfatizou.

Ao avaliar o trabalho desempenhado nas ouvidorias, torna-se possível planejar as metas e diretrizes para o ano de 2014, no sentido de ampliar a rede de ouvidorias do Estado, especialmente na qualidade dos serviços dispensados à população e capacitando ouvidores e correspondentes.

Para a ouvidora geral Tânia Brito, o encontro se faz necessário para compreender e aferir a difusão e o impacto da OGE e das ouvidorias setoriais, como também “para a percepção dos gestores públicos sobre a importância desse rico banco de dados e indicadores inequívocos na formulação de novas e boas políticas públicas”.

O encontro vem unificar as ouvidorias existentes, criando uma interação por meio de uma política uniformizada, observando os limites e dificuldades apresentadas para melhor atender a sociedade. No decorrer do evento a extensionista da UFPB, Maria Senharinha Ramalho, apresenta as “Diretrizes para o Processo de Autoavaliação”, culminando com a realização de trabalhos em grupo e apresentação dos resultados que serão os indicadores para as metas de 2014.