João Pessoa
Feed de Notícias

Orquestra Sinfônica realiza concerto no Cine-Teatro Banguê

terça-feira, 23 de março de 2010 - 14:12 - Fotos: 
A Orquestra Sinfônica da Paraíba executa, nesta quinta-feira (25), Haydn e Tchaikovsky. O concerto terá participação do pianista Glauco Tássio Fernandes, vencedor do concurso ‘Jovens Solistas’. Com regência do maestro Luiz Carlos Durier, a Orquestra Sinfônica da Paraíba apresenta o segundo concerto oficial da temporada 2010,  às 20h30, no Cine-Teatro Bangüê do Espaço Cultural.

No concerto, que integra o projeto ‘Quintas Musicais’, os músicos da OSPB irão executar peças de Haydn e Tchaikovsky. A entrada é 1 kg de alimento não perecível. A apresentação inicia com a execução do “Concerto para piano em ré maior”, de Joseph Haydn, que terá o pianista paraibano Glauco Tássio Fernandes como solista.  Depois do intervalo, será a vez da “Sinfonia Nº. 2 em dó menor, Op. 17”, a “Pequena Rússia”, de Tchaikovsky.

O maestro Luiz Carlos Durier explica que a Sinfônica da Paraíba vai apresentar, neste concerto, uma obra do período clássico e outra do período romântico. ‘O Concerto para piano’, de Joseph Haydn, foi  composto por volta de 1784, numa fase de seu amadurecimento artístico. A música é extremamente viva e atraente. Tem efeitos rítmicos vibrantes e passagens sombrias pelo jogo harmônico. Este concerto será interpretado pelo jovem pianista, Glauco Tássio Fernandes, premiado em 1º lugar no Concurso Jovens Solistas da OSPB, realizado em 2009”.

Segundo o maestro, a “Pequena Rússia”, de Tchaikovsky, ganhou esse apelido pelo fato do compositor ter usado temas de canções do folclore russo (ucraniano), principalmente no primeiro e no último movimento.

“Na introdução, ouviremos a canção ‘Descendo a mãe volga’, no solo da trompa como tema principal. No segundo andamento, temos uma elegante marcha nupcial retirada da ópera inédita, ‘Undine’. No terceiro, o ‘Scherzo’ (brincadeira), a música fica vigorosa e vibrante”, pontua Durier, para emendar: “Uma canção popular linda e terna adorna a parte central deste andamento. O finale é grandioso e apoteótico com a melodia de ‘O Grou’ como tema principal”.

O solista - Glauco Tássio Fernandes é natural de Campina Grande e radicado em João Pessoa. Iniciou sua prática musical aos 12 de idade, tocando teclado na Igreja Batista Regular, no Valentina Figueiredo, em João Pessoa. Até então, era autodidata, mas aos 16 anos ingressou na Escola de Música Anthenor Navarro, onde passou a ter aulas de piano com Clistenis Cabral; musicalização com Pedro Wellington e, logo após, com Luiz Carlos Durier.

Em 2006, ingressou no curso de extensão da Universidade Federal da Paraíba, sob orientação do professor José Henrique Martins. Atualmente é aluno do curso de Bacharelado em Música da UFPB. Por dois anos, Glauco Fernandes foi pianista correpetidor do Coral Sinfônico e do Coral Sinfônico Infantil da Paraíba e atualmente é pianista titular da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba. Mantém um trabalho constante de música de câmera e correpetição com alunos e professores da UFPB, UFCG e da Escola de Música Anthenor Navarro.

Ele participou de Master Classes com pianistas e musicistas renomados como Antonio Benzan (SP), Miguel Proença (RJ), Ricardo Balestero (SP), Beatrix Klein (Alemanha), Geir Braten (Noruega) e Richard Raymond, (Canadá), e participou do 13° Concurso Nacional de Cordas Paulo Bosísio acompanhando a violoncelista Hadassa Silveira, quando ganhou o prêmio de melhor pianista co-repetidor.

O regente Luiz Carlos Durier nasceu em João Pessoa e iniciou seus estudos musicais durante o curso colegial com a professora Ione Marinho. Licenciado em Educação Artística e Bacharel em Música pela UFPB, estudou Viola com Samuel Spinoza, Guillermo Campos, Pedro Pinto e Lara Venusta Lemos. Estudou Harmonia com José Alberto Kaplan, Estética com Luiz de Oliveira Maia (Silvério), Regência Coral com Rosinete Ferrer e Orquestral com Wolfgang Groth, período no qual atuou como monitor-regente da Orquestra Juvenil da UFPB.

Durier realizou Master Class de Viola com os professores Juan Carlos Sarudiansky, Horácio Schaefer e Rafael Altino Garcia; Música de Câmara com Fredi Gerling e Iara Bernette e Educação Musical com Violeta de Gainza.

Estudou Musicologia com o Maestro José Siqueira, participou dos Festivais de Brasília-DF, Campos do Jordão-SP e do Festival Eleazar de Carvalho em Fortaleza-CE (2000), onde estudou regência com o maestro Nelson Nuremberg. Na Escola de Música da UFRJ, em 2003, estudou “Interpretação e Regência das Sinfonias de Beethoven” com o maestro Guillermo Scarabino.  Foi aluno convidado do curso de regência do 37º Festival Internacional de Campos do Jordão, na classe do maestro Roberto Minczuk, e participou da Oficina de Música de Curitiba-PR (2005, 2006, 2008 e 2010) na classe de regência do renomado maestro Osvaldo Ferreira.

Desde 1997 é regente titular da Orquestra Sinfônica da Paraíba Jovem, que, sob sua batuta, realizou estréias mundiais. Há nove anos é regente residente da OSPB. Na Escola de Música Anthenor Navarro é professor desde 1991, onde ensina Musicalização, Viola, Música de Câmara e a Regência da Orquestra da EMAN.

Sua experiência lhe deu a oportunidade de reger a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marines e na gravação do DVD de Sivuca e os Músicos Paraibanos. Regeu a Orquestra Sinfônica de Sergipe e participou das XIX e XX Semana de Música da UFRN, como professor da Classe de Regência e regente da Orquestra Sinfônica da EMUFRN.

Atua com freqüência acompanhando a OSPB e a OSJPB com artistas populares como Ângela Rô Rô, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Genival Lacerda e Alcione.
 
SERVIÇO
Evento: Quintas Musicais com Orquestra Sinfônica da Paraíba
Regência: Luiz Carlos Durier.
Data: Quinta-feira, 25 de março, às 20h30.
Local: Cine-teatro Bangüê (Espaço Cultural, R. Abdias Gomes de Almeida, 800, Tambauzinho, João Pessoa – tel.: 3211.6281)
Entrada: 1 kg de alimento não perecível

Da Assessoria de Imprensa da Funesc