João Pessoa
Feed de Notícias

Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba apresenta concerto no Caminhos do Frio

quarta-feira, 10 de agosto de 2016 - 10:51 - Fotos:  Secom-PB

A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba vai levar um repertório de músicas eruditas e populares ao projeto Caminhos do Frio – Rota Cultural 2016, que esta semana é realizado no município de Bananeiras, no Brejo paraibano. O 5º Concerto Extra da OSJPB será neste sábado (13), às 17h30, na Igreja Matriz Nossa Senhora do Livramento, com regência do maestro titular Luiz Carlos Durier.

“O programa contém um repertório bastante diversificado, com música ligeira e de fácil assimilação, aquela que é de fácil compreensão”, disse o maestro. “Duas delas são músicas descritivas, ou seja, seguem um conteúdo programático. Destaque para um pot-pourri das canções do musical “Os Miseráveis”, de grande sucesso na Broadway e no mundo”, completou.

Durier explicou que a metade do programa tem autores brasileiros consagrados. “A música popular brasileira é arranjada para a orquestra sinfônica, com atenção especial a Luiz Gonzaga e Zequinha de Abreu”, destacou.

O concerto começa com a execução de Abertura Karélia, Op. 10, de Jean Sibelius. Em seguida, continua com Restos de um Reino Negro, de Cesar Guerra Peixe; Num Mercado Persa, de Albert Ketelby; Les Miserables, de C. M. Schönberg; Imagens de Zeebrugge, Willian Ostjin; Sinfonieta n. 1, Samuel Krahenbuhl; Fantasia Gonzaguística, Emanoel Barros (trompetista da OSJPB), e Tico-Tico no Fubá, de Zequinha de Abreu.

A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba é composta por 70 bolsistas e três colaboradores e tem como objetivo aprimorar a capacidade artística, musical e técnica dos integrantes.

Regente – Natural de João Pessoa, Luiz Carlos Durier é o regente titular da OSPB Jovem há 17 anos. O trabalho direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil. As suas interpretações cativantes e criativas produzem sempre sucesso de público e crítica. Sob sua batuta já se tornou tradição a Jovem apresentar estreias mundiais com excelente qualidade técnica e artística. Em setembro de 2013, Durier foi nomeado diretor artístico e regente titular da OSPB.

O maestro concluiu o ensino superior de música nos cursos de Licenciatura e Bacharelado na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Desde que chegou à Escola Estadual de Música Anthenor Navarro (EEMAN), em 1991, lidera atividades de educação musical ensinando Musicalização, Viola e Música de Câmara e Regência. Participou das XIX e XX Semana da Música da UFRN como professor da classe de regência. No ano de 2012 recebeu a Comenda de Honra ao Mérito, pelo brilhante desempenho profissional frente à OSPB.

Como regente convidado, conduziu a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra Criança Cidadã do Recife. Regeu também a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba.

Durante sua formação como regente, foi aluno de Wolfgang Groth, Nelson Nuremberg e Guilhermo Scarabino. Desde 2005 estuda com o maestro Osvaldo Ferreira. Participou de Master Class com os maestros Kurt Masur e com Dante Anzolini. Ainda teve como mestres José Siqueira, José Alberto Kaplan, Iara Bernette, Violeta de Gainza, Guilhermo Campos e Horácio Schafer.

Luiz Carlos Durier conduziu a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marinês e do DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Tem acompanhado com frequência artistas populares com a OSPB e OSPB Jovem em grandes concertos populares, a exemplo de Angela Rô Rô, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione, Toninho Ferragutti, Geraldo Azevedo, Dominguinhos e Zélia Duncan, sempre com grande sucesso de público e crítica.

No último dia 5 de agosto, Durier regeu as duas orquestras paraibanas no concerto com o cantor e compositor Zé Ramalho, comemorativo aos 431 anos da cidade de João Pessoa. A apresentação lotou o Teatro Pedra do Reino, do Centro de Convenções de João Pessoa.

Caminhos do Frio – A Rota Cultural Caminhos do Frio é integrada por nove cidades localizadas na região serrana, que têm em comum o clima frio e acolhedor, a gastronomia diferenciada e boa infraestrutura hoteleira. Em Bananeiras o projeto tem como tema “Aventura e Arte na Serra” e as atividades prosseguem até 14 de agosto com uma programação especial que contempla música, teatro, cinema, encontros literários, artesanatos e trilhas ecológicas.

O projeto é promovido pelo Fórum de Turismo Sustentável do Brejo Paraibano e conta com apoio do Governo do Estado, por intermédio da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), Sebrae/PB, Atura (Associação Turística Cultural e Rural de Areia) e prefeituras dos municípios participantes do evento. A previsão é que a cidade de Bananeiras receba 15 mil turistas durante o fim de semana do evento.