João Pessoa
Feed de Notícias

Orquestra Sinfônica da Paraíba realiza Concerto Binacional Argentina/Brasil nesta quinta-feira

quarta-feira, 1 de junho de 2016 - 12:39 - Fotos:  Divulgação

A música quebra fronteiras e une países. Nesta quinta-feira (2), a partir das 20h30, a Orquestra Sinfônica da Paraíba fará sua segunda apresentação oficial deste ano, com o Concerto Binacional Argentina/Brasil, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, na Fundação Espaço Cultural, em João Pessoa. O programa terá composições de Astor Piazzolla, Gilardo Gilardi, Alberto Ginastera, José Siqueira e Edino Krieger. Os ingressos custam R$ 4 e R$ 2.

O concerto é resultado de uma parceria entre o Consulado da República Argentina em Recife (PE) e a Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc).  Esta apresentação é comemorativa da data nacional da República Argentina, 25 de Maio, 206 Anos da Revolução de Maio, e 9 de Julho, Declaração a Independência Argentina.

A primeira parte do programa faz homenagem a três compositores argentinos: Astor Piazzolla (conhecido pelos tangos), Alberto Ginastera (cujo centenário de nascimento se comemora neste ano em todo o mundo) e Gilardo Gilardi (obras de canto). O maestro Miguel Angel Gilardi, filho do compositor G. Gilardi, conduzirá a orquestra com a participação especial da soprano Gabriela Guzzo.

A segunda parte conta com a música brasileira, ressaltando os valores nacionais, tais como: o paraibano José Siqueira, com forte inspiração no Nordeste, e o carioca Edino Krieger, com um apanhado musical e histórico de todo o Brasil, que será conduzida pelo maestro Luiz Carlos Durier.

Gabriela Guzzo (soprano) – Nasceu em Buenos Aires. Estudou música no Conservatório Manuel de Falla, na classe do professor Sergio Goldwasser e, posteriormente, realizou aperfeiçoamento com a soprano Laura Rizzo. Já se apresentou nos principais teatros argentinos, como: o Cólon de Buenos Aires, o Círculo de Rosario, Roma em Avellaneda, Alberdi e San Martin de Tucuman, 25 de Maio em Buenos Aires e Provincial de Salta.

Representou os papeis principais das óperas Dido and Aeneas, de Purcell; O Empresário, de Mozart; O Telefone, de Menotti; Sócrates, de Eric Satie, e incluindo, a apresentação mais relevante, o solo da Sinfonia nº 4 de Mahler a convite da Orquestra Sinfônica de Salta, para inaugurar a temporada de 2008. Destaque também para La Serva Padrona, de Pergolesi no Teatro de las Americas, em Assunção no Paraguai.

No Brasil cantou como solista com a Orquestra da Cidade de João Pessoa em um concerto dedicado a Mozart no Cine-teatro Bangüê. A convite da UFPB, cantou músicas argentinas em recital. Em 2013, foi convidada pela Orquestra Criança Cidadã de Recife para atuar como solista e ministrar masterclass.

Teve distinta atuação com a Orquestra Sinfônica do Paraguai cantando a Nona Sinfonia de Beethoven, e em homenagens a Verdi. Foi convidada frequente nas Temporadas de 2011 a 2015 com excelentes críticas especializadas. Em 2010, realizou uma turnê de sucesso na Europa. Na França e Itália, cantou obras contemporâneas, música de câmara e árias de ópera.

Guzzo é especialista em música argentina, principalmente nas obras de Gilardo Gilardi, cujas homenagens foram prestadas no Festival Internacional Para as rotas do vinho, na cidade de Mendoza; com a Orquestra Sinfônica de Salta e Tucuman e numa série de concertos na Faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires.

Foi vencedora de vários concursos de música e ópera na Argentina desde 2006, incluindo Competição Bicentenário, concedido pelo Governo da Cidade de Buenos Aires; concursos Argentmúsica e La Scala de San Telmo.

Miguel Angel Gilard (regente) – Nasceu em Buenos Aires. Estudou no Conservatório de Buenos Aires e na Escola Superior de Música de Colônia – Alemanha e na Academia Santa Cecília de Roma.

Na Argentina, foi diretor das orquestras: Sinfônica de Buenos Aires, Sinfônicas de Tucumán e Rosário. Como convidado, dirigiu a Sinfônica Nacional e Filarmônica de Buenos Aires. Tem se apresentado na Alemanha, Áustria, Chile, Espanha, USA, Finlândia, França, Itália, Israel, Paraguai e Venezuela. No Brasil, dirigiu em Curitiba (PR) as nove Sinfonias de Beethoven e a Quinta Sinfonia de Prokofiev. Regeu concertos em João Pessoa (PB) e Recife (PE). Entre 1994 e 1997 dirigiu o Festival de Cascavel no Paraná.

É muito vinculado à Sinfonietta de Paris, onde regeu 25 concertos, dentre os quais, a Nona Sinfonia de Beethoven, Paixão Segundo São Mateus de Bach e os Réquiens de Mozart e Fauré, Glória de Poulenc e outras. Tem acompanhado grandes solistas internacionais e dirigido grandes óperas de Bizet, Menotti, Mozart, Pergolesi, Puccini, Verdi e ballets de Delibes, Tchaikovsky e Stravinsky.

Gilardi é docente em sua especialidade e é professor titular no Conservatório Superior de Buenos Aires. Ministra cursos e masterclass em universidades do Brasil, Paraguai e Venezuela. Sua discografia tem gravações com a Orquestra Sinfônica de Assunção, Tucumán e Sinfonietta de Paris. Entre seus prêmios está Municipalidade de Buenos Aires, Jovem Sobressalente da Argentina, Municipalidade de Caracas e Assunção, Fundação Pierre de Jerusalém e a Medalha Pontifícia da Cidade do Vaticano.

Luiz Carlos Durier (regente) – Natural de João Pessoa (PB), Luiz Carlos Durier é o regente titular da OSPB Jovem há 17 anos. Seu trabalho direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil. As suas interpretações cativantes e criativas produzem sempre sucesso de público e crítica. Sob sua batuta já se tornou tradição a Jovem apresentar estreias mundiais com excelente qualidade técnica e artística. Em setembro de 2013, foi nomeado diretor artístico e regente titular da OSPB.

Na UFPB, concluiu o ensino superior de música nos cursos de Licenciatura e Bacharelado. Desde que chegou a Escola de Música Anthenor Navarro (Eman), em 1991, lidera atividades de educação musical ensinando: Musicalização, Viola e Música de Câmara e Regência. Participou das XIX e XX Semana da Música da UFRN como professor da classe de regência. Na UEPB está realizando o Curso de Especiação em Fundamentos da Educação – Práticas Pedagógicas Interdisciplinares.

Como regente convidado conduziu a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra Criança Cidadã do Recife. Regeu a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba. Na sua formação como regente foi aluno de Wolfgang Groth, Nelson Nuremberg e Guilhermo Scarabino.

Desde 2005 estuda com o maestro Osvaldo Ferreira. Participou de Master Class com os maestros Kurt Masur e, recentemente, com Dante Anzolini. Ainda teve como mestres o maestro José Siqueira, José Alberto Kaplan, Iara Bernette, Violeta de Gainza, Guilhermo Campos e Horácio Schafer.

Conduziu a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marinês e sua Gente, do DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Tem acompanhado com frequência, artistas populares com a OSPB e OSJPB em grandes concertos populares, tais como:  Ângela Rô Rô, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione, Toninho Ferragutti, Geraldo Azevedo, Dominguinhos e Zélia Duncan, sempre com grande sucesso de público e crítica. No ano de 2012, recebeu a Comenda de Honra ao Mérito, pelo brilhante desempenho profissional frente a OSPB.

 

PROGRAMA

ASTOR PIAZZOLLA (1921 – 1992)

Tangazo – Variações em Buenos Aires

 

GILARDO GILARDI (1889 – 1963)

Três Canciones – Orquestração: Diego Licciardi

- Lied de Los Ojos Amados

- Dulce Rio Paraná

- Cancion de Cuna India

 

Solista: Gabriela Guzzo

 

ALBERTO GINASTERA (1916 – 1983)

Danças do Ballet “Estancia”, Op. 8ª

- Los trabajadores agrícolas

- Danza del trigo

- Los peones de hacienda

- Danza final – Malambo

 

Regência: Maestro Miguel Angel Gilard

 

INTERVALO

 

JOSÉ SIQUEIRA (1907 – 1985)

Dança Nordestina

 

EDINO KRIEGER (1928)

Terra Brasilis – Painel Sinfônico

- A Natureza e os Povos da Floresta

- A Viagem

- O Encontro

Regência: Maestro Luiz Carlos Durier