João Pessoa
Feed de Notícias

Orquestra Sinfônica da Paraíba realiza 6º concerto oficial com participação do violista Gabriel Polycarpo

terça-feira, 30 de agosto de 2016 - 11:31 - Fotos:  Divulgação

O violista Gabriel Polycarpo será o solista do 6º Concerto Oficial da Temporada 2016 da Orquestra Sinfônica da Paraíba, nesta quinta-feira (1º), às 20h30, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa, com regência do maestro titular da OSPB, Luiz Carlos Durier. Os ingressos custam R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia).

Durante o concerto, Gabriel Polycarpo vai receber o prêmio do I Concurso Nacional de Violas da Paraíba (CONNVIOI), realizado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em parceria com a Orquestra Sinfônica.

A execução de “Romeu e Julieta, Suíte nº 2 para Orquestra, Op. 64 ter (Montequios e Capuletos)” vai abrir a apresentação, que segue com o “Concerto para Viola e Orquestra em Sol menor”, de Cecil Forsyth, com Gabriel Polycarpo como solista. Depois do intervalo, os músicos da Orquestra Sinfônica da Paraíba vão executar a “Sinfonia nº 1 em Ré Maior, D. 82”, de Franz Schubert.

O solista – Gabriel Polycarpo nasceu em Porto Alegre (RS). É mestre em viola pela Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, e bacharel pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Iniciou seus estudos de violino aos 14 anos no Conservatório da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre. Realizou o curso de bacharelado, estudando com Fredi Gerling e Hella Frank. Aos 19 anos passou a estudar viola. Foi agraciado com bolsa integral do “Artistic Excellence Award” da Universidade de Indiana para estudar viola com Edward Gazouleas.

Em Indiana, foi vencedor dos concursos “Kuttner Quartet Competition”, em 2014, e “IU Viola Concerto Competition”, em 2015. Gabriel realizou especializações na Universidade da Geórgia, EUA, onde estudou com Maggie Snyder, e em cursos orquestrais como a Academia Internacional Teatro del Lago, no Chile e o Instituto de Estudos Orquestrais da National Arts Centre Orchestra, em Ottawa, Canadá. Participou também de cursos e masterclasses com Horácio Schaefer, Catalin Rotaru, Ori Kam, Richard Young, Hartmut Rohde, Jennifer Stumm, Carlos Spierer, Arianna Quartet, Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, entre outros.

Gabriel integrou diversas orquestras e grupos de câmara no Brasil e exterior, a exemplo da Indianapolis Symphony Orchestra, Columbus Indiana Philharmonic, Carmel Symphony Orchestra, Terre Haute Symphony Orchestra, World Youth Orchestra, na Itália, YOA – Orquestra das Américas em turnês no Caribe e Europa, e Camerata OntoArte em turnês no Brasil, Rússia e Itália.

Como professor de violino e viola, atuou no curso de extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e na Escola de Ensino Primário Fairview, em Bloomington, EUA; Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul; projeto Neojiba, na Bahia; projeto Bridges, em Virgínia, Estados Unidos; Universidade George Mason, em Washington, D.C., além de projetos sociais e cursos de verão no Haiti, Jamaica, República Dominicana, Alemanha, Estônia, entre outros.

No Brasil foi vencedor no XVII Concurso de Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, em 2012, Concurso de Jovens Solistas Sesi/Fundarte 2010, Concurso de Instrumentistas do XVII Festival de Inverno da Universidade de Santa Maria e I Concurso Nacional de Violas, na Paraíba, em 2015.

Desde 2010 é membro da Orquestra de Câmara Theatro São Pedro, de Porto Alegre. Recentemente foi aprovado no concurso público da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre. Gabriel tem integrado diversas orquestras da região como a Orquestra de Câmara da Ulbra, Orquestra Filarmônica da PUCRS, Orquestra Unisinos, Orquestra Fundarte e Orquestra de Carazinho.

O regente – Natural de João Pessoa (PB), Luiz Carlos Durier é o regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba (OSJPB) há 17 anos. Seu trabalho direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil. As suas interpretações cativantes e criativas produzem sempre sucesso de público e crítica. Sob sua batuta já se tornou tradição a Jovem apresentar estreias mundiais com excelente qualidade técnica e artística. Em setembro de 2013 foi nomeado diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB).

Na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), concluiu o ensino superior de música nos cursos de Licenciatura e Bacharelado. Desde que chegou à Escola Estadual de Música Anthenor Navarro (EEMAN), em 1991, lidera atividades de educação musical ensinando: Musicalização, Viola, Música de Câmara e Regência. Participou das XIX e XX Semana da Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) como professor da classe de regência. Na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) está realizando o Curso de Especiação Em Fundamentos da Educação – Práticas Pedagógicas Interdisciplinares.

Como regente convidado conduziu a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra Criança Cidadã do Recife. Regeu a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba. Na sua formação como regente foi aluno de Wolfgang Groth, Nelson Nuremberg e Guilhermo Scarabino. Desde 2005 estuda com o maestro Osvaldo Ferreira. Participou de Master Class com os maestros Kurt Masur e, recentemente, com Dante Anzolini. Ainda teve como mestres o maestro José Siqueira, José Alberto Kaplan, Iara Bernette, Violeta de Gainza, Guilhermo Campos e Horácio Schafer. No ano de 2012 recebeu a Comenda de Honra ao Mérito, pelo brilhante desempenho profissional frente a OSPB.

Conduziu a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marinês e sua Gente, do DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Tem acompanhado com frequência, artistas populares com a OSPB e OSJPB em grandes concertos populares, tais como: Ângela Rô Rô, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione, Toninho Ferragutti, Geraldo Azevedo, Dominguinhos e Zélia Duncan.

No dia 5 de agosto deste ano, Durier regeu as duas orquestras paraibanas no concerto com o cantor e compositor Zé Ramalho, comemorativo aos 431 anos da cidade de João Pessoa. A apresentação lotou o Teatro Pedra do Reino, do Centro de Convenções de João Pessoa.