Fale Conosco

9 de agosto de 2011

Orquestra Sinfônica da Paraíba executa Mozart e Beethoven nesta quinta-feira



A Orquestra Sinfônica da Paraíba realiza concerto nesta quinta-feira (11), às 21h, no Cine Banguê da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), com regência do maestro argentino Gustavo de Paco de Géa. No concerto, que terá entrada gratuita, serão executadas composições de Mozart, com a participação de quatro solistas, e de Beethoven.

A abertura do concerto será com a “Symphonie Concertante”, de Wolfgang Amadeus Mozart, que terá como solistas os músicos que integram o Egon Quartet: Egon Figueiroa (fagote), Cisneiro Soares (trompa), Aynara Dilma (clarinete) e Alisson Azevedo (oboé). Após o intervalo, será executada a “Symphony Nº 3 in E-flat Major (Eroica)”, de Ludwig van Beethoven.

O maestro Gustavo de Paco de Géa tem uma relação forte com a música erudita paraibana. Além de ser professor da Universidade Federal da Paraíba, ele foi idealizador, fundador, regente titular e diretor artístico da Orquestra de Câmara da Prefeitura Municipal de João Pessoa, projeto que envolve jovens músicos da região, onde permaneceu à frente desde o ano 2001 até 2010. Pela primeira vez, Gustavo irá reger a Orquestra Sinfônica da Paraíba, onde é flautista desde 1980. “Nunca imaginei que um dia eu iria ter a honra de reger a Orquestra Sinfônica da Paraíba, orquestra que eu vi ressurgir em 1980, e da qual faço parte com muito orgulho”, disse Gustavo.

A participação de Gustavo de Paco faz parte de uma política de valorização dos profissionais residentes no Estado, implantada pelo regente titular João Linhares. “É uma forma simples de valorizar as pratas da casa. Paco deu e dá uma importante contribuição à música erudita da Paraíba, principalmente aos jovens músicos, ensinando-os com o grande talento que tem. Tenho certeza que será um concerto especial”, acrescentou João Linhares.

O regente – Nascido em Buenos Aires, Argentina, o maestro Gustavo de Paco de Géa concluiu sua graduação pelo Conservatório Juan José Castro. Após trabalhar alguns anos como flautista nas orquestras argentinas, transferiu-se para o Brasil como professor convidado da UFPB, onde ensina atualmente no Curso do Bacharelado em Música. Foi fundador do Quinteto Latino-americano de Sopros e detentor de vários prêmios nacionais e internacionais. É primeiro flautista da Orquestra Sinfônica da Paraíba e dedica especial atenção à divulgação da música nordestina nos países da América do Sul. Desde 1985, é primeiro flautista da Orquestra Sinfônica de Recife, desenvolvendo intenso trabalho na área da música sinfônica também em outras orquestras do País. Foi professor convidado de flauta no Centro de Criatividade Musical de Recife, assumiu a preparação dos sopros da Orquestra Jovem e da Camerata Jovem da Paraíba e desde 1998 prepara também os sopros na Orquestra Infantil da Paraíba. Foi regente titular e diretor artístico da Orquestra de Câmara da Prefeitura Municipal de João Pessoa, tendo sido o criador do projeto, envolvendo músicos jovens da região. Nos anos de 2006, 2007, 2008  e 2011, Gustavo de Paco regeu como maestro convidado a Orquestra Sinfônica do Recife.

Os solistas

Egon Figueroa Hidalgo – Natural de Osorno (Chile), realizou seus estudos na Escola Superior de Música da Universidade de Concepción, onde recebeu o prêmio Enrique Molina de melhor aluno. Em 1980 veio para o Brasil a convite do Departamento de Música da UFPB para integrar o quadro docente da instituição. Como camerista, fez parte do Quinteto de Sopros da UFPB em várias turnês pelo País, foi o fagote principal da Orquestra Sinfônica da Paraíba e fez parte da Orquestra Filarmônica de Alagoas e da Orquestra Sinfônica do Recife. Ministrou aulas na Universidade do Amazonas e master class para o naipe de madeiras da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte. Atualmente ocupa o cargo de assistente de solista de naipe dos fagotes na Orquestra Sinfônica da Paraíba.

Cisneiro Soares – Nasceu em Recife (PE). Possui graduação no Curso de Bacharelado em Música pela UFPB e mestrado em Música/ Etnomusicologia no Programa de Pós-Graduação em Música pela mesma instituição federal. Participou como professor de vários festivais de música realizados em Londrina, Campos do Jordão, Brasília, Curitiba e em outras cidades brasileiras. Integra o conjunto de câmara do Departamento de Música da UFPB, o Sexteto Brassil, com o qual gravou quatro CDs e realizou diversas turnês no Brasil e no exterior (em cidades da América Latina, dos EUA e da Europa). Junto com a Orquestra Camerata de Curitiba, realizou uma turnê pelo Brasil com o músico Egberto Gismonti no Projeto Brasil Musical. Participou do Projeto Bandas de PE, do Conservatório Pernambucano de Música, e junto ao Quinteto Latino Americano de Sopros, do Projeto Sonora Brasil do SESC(RJ), realizando 85 apresentações e master class por diversas cidades do Brasil. Atualmente é professor das disciplinas de Trompa e de Percepção Musical no Departamento de Música da UFPB e trompa solista da Orquestra Sinfônica da Paraíba.

Aynara Dilma – É natural de Brasília (DF). Iniciou seus estudos musicais em 2002, na Escola de Música da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em João Pessoa. Ingressou no Curso de Extensão da UFPB para estudar clarinete e integrar a Orquestra Infanto – Juvenil como primeiro solista e participou da Banda José Siqueira durante dois anos, com a qual foi solista em duas edições do Concerto do Dia da Mulher. É clarinetista da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba (OSJPB), desde 2003, onde é solista do naipe. Integrou a Banda de Música 5 de Agosto e atua na Orquestra de Câmara da Cidade de João Pessoa, onde é músico-instrutor e solista do naipe. Em 2009 foi uma das vencedoras do Concurso de Jovens Solistas promovido pela Orquestra Sinfônica da Paraíba. Possui o Bacharelado em Música, com habilitação em Clarinete, pela UFPB e é mestranda no Programa de Pós-Graduação em Música do CCHLA da UFPB, na área de Musicologia Sistemática. Atualmente é professora substituta de clarinete da Escola de Música da UFRN.

Alisson Azevedo – É natural de Catolé do Rocha (PB). Começou seus estudos musicais com a maestrina Irmã Iraci, no Instituto Gente que Encanta, com aulas de canto coral, flauta doce e solfejo. Estudou violino por dois anos e logo que teve contato com o oboé mudou de instrumento. Com a orquestra da mesma instituição realizou tournée pela Espanha, interpretando música de raiz nordestina. E com apenas 13 anos foi professor de oboé, flauta doce e música de câmara. Em 2005 se transferiu para João Pessoa para exercer a vaga de oboé solista da Orquestra de Câmara da Cidade de João Pessoa e, logo depois, foi convidado para exercer o cargo de primeiro oboé da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba. Atualmente cursa o Bacharelado em Música. É estagiário da Orquestra Sinfônica Paraíba e participa da Banda Sinfônica José Siqueira. Como camerista integrou vários grupos, dentre os quais se destaca o DuoA2.

Serviço:

Concerto da Orquestra Sinfônica da Paraíba

Regência: Gustavo de Paco de Géa (convidado)

Data: quinta-feira (11)

Hora: 21h

Local: Cine Bangüê

Entrada: Gratuita

Realização: Fundação Espaço Cultural /  Programa Petrobras Cultural