João Pessoa
Feed de Notícias

Orquestra Sinfônica da Paraíba apresenta concerto nesta quinta-feira

segunda-feira, 11 de maio de 2015 - 09:32 - Fotos:  Secom-PB

Compositores de diferentes ritmos e nacionalidades serão contemplados na próxima apresentação da Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB), que acontece nesta quinta-feira (14), na Sala de Concertos Maestro José Siqueira (Funesc), às 20h30, em João Pessoa. Com solo de Vinícius Cabral (violino), a regência é do maestro titular Luiz Carlos Durier. O programa começa com uma opereta cômica de Leonard Bernstein (1918-1990) e parte para a música de Alexander Galzunov (1865-1936), passa pela obra de Edward Elgar (1858-1934) para finalizar com o batuque do brasileiro Oscar Lorenzo Fernandez (1897-1948). A entrada é gratuita.

Escolhida para abrir o concerto, a música ‘Candide’ foi classificada pelo autor Leonard Bernstein como uma ‘opereta cômica’. Tem por base o homônimo romance satírico de Voltaire, que trata da aventura do jovem Candide e sua amante Cunégonde.

Em seguida, a OSPB tocará uma peça de Alexander Glazunov. Pela definição de seu professor, Rimsky-Korsakov, um compositor que em “seu desenvolvimento musical não progrediu por dia, mas, literalmente, por hora”. O concerto para violino de sabor romântico tem uma arquitetura moderna, os três movimentos estão interligados, e o segundo serve como desenvolvimento do primeiro. O último é uma festa russa dançante, anunciada pelos trompetes, em forma de rondó com variações. A melodia é de uma alegria contagiante, com finalização apoteótica.

Na sequência, o programa traz a ‘Suíte Nursery’, que é uma última viagem de Edward Elgar aos tempos de sua juventude. Composta em sete movimentos trata de uma visão da infância e suas consequências. O despertar, o olhar sério, a inquietação e as boas gargalhadas, a tristeza e a felicidade são postas com uma orquestração delicada, característica marcante do compositor. O compositor pediu a permissão a Duquesa de York (futura Rainha Mãe) para dedicar esta suíte a futura princesa Margareth, irmã da Rainha Elizabeth II em comemoração pelo seu nascimento. A estreia aconteceu em 1931.

Para encerrar, música brasileira. O ‘Batuque’ de Lorenzo Fernandez é o último movimento da Suíte Orquestral em três movimentos intitulada Reisado do Pastoreio. Foi seu grande sucesso, tanto que se tornou uma peça de concerto tocada por todas grandes orquestras do mundo. Pertence ao seu período nacionalista, onde valorizava as etnias que formavam o povo brasileiro.

Vinicius Amaral (violinista) - Mestre em Música (Práticas Interpretativas – violino) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Vinicius Amaral é, atualmente, spalla da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Paraíba (OSUFPB). Foi spalla da Orquestra Sinfônica Nacional da Universidade Federal Fluminense (OSN/UFF) entre os anos de 2009 e 2012; também foi integrante da Orquestra Petrobras Sinfônica (OPES), da Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro (OSTM) e da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB). Como camerista, apresentou-se em diversos estados do Brasil bem como na Alemanha, Suíça, Estados Unidos, África do Sul e Paraguai. Integrou o Quarteto Radamés Gnattali durante o ano de 2009, sendo, com este, vencedor do XIII Prêmio Carlos Gomes de Música Erudita (SP) como melhor conjunto de câmara.

Atuou como solista frente à Orquestra do Johann-Andreas-Schmeller-Gymnasium Nabburg (Alemanha), Orquestra Sinfônica Nacional/UFF, Orquestra Sinfônica da Bahia, Camerata Florianópolis, Orquestra Sinfônica da UFPB, Orquestra de Câmara da UNIRIO, Orquestra da Escola de Música de Piracicaba, entre outras. Dentre suas premiações em concursos, destacam-se: vencedor do I Concurso Nacional para Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica Nacional/UFF (Niterói, 2001), 1º lugar no XVI Concurso Jovens Instrumentistas Brasil (Piracicaba, 2003), 2º lugar no Concurso Nacional de Cordas “Paulo Bosísio” (Juiz de Fora, 2001 e 2003), vencedor do III Concurso Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica da Bahia (Salvador, 2004).

Foi Professor Substituto de violino, na URFJ, em 2009, lecionando nos cursos de graduação, licenciatura e extensão. Foi selecionado através de audições internacionais pela Youth Orchestra of the Americas para participar da temporada de tournées 2005/2006.

Dentre suas aprovações em concursos públicos destacam-se o 1° lugar para o cargo de Músico da Orquestra Sinfônica Nacional/UFF (2008), 1° lugar para o cargo de Professor Substituto de violino da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009), 2° lugar para o cargo de Professor Auxiliar de violino da mesma instituição (2009), 1º lugar no processo seletivo para o curso de Mestrado em Práticas Interpretativas na UFRJ (2010), e 1º lugar para o cargo de Músico (violinista) da Universidade Federal da Paraíba (2012).

Luiz Carlos Durier (regente) - Natural de João Pessoa (PB), Luiz Carlos Durier é o regente titular da OSPB Jovem há 17 anos. Seu trabalho direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil. As suas interpretações cativantes e criativas produzem sempre sucesso de público e crítica. Sob sua batuta já se tornou tradição a Jovem apresentar estreias mundiais com excelente qualidade técnica e artística. Em setembro de 2013, foi nomeado diretor artístico e regente titular da OSPB.

Na UFPB concluiu o ensino superior de música nos cursos de Licenciatura e Bacharelado. Desde que chegou a Escola de Música Anthenor Navarro (Eman), em 1991, lidera atividades de educação musical ensinando: Musicalização, Viola e Música de Câmara e Regência. Participou das XIX e XX Semana da Música da UFRN como professor da classe de regência. Na UEPB realiza o Curso de Especiação Em Fundamentos da Educação – Práticas Pedagógicas Interdisciplinares.

Como regente convidado, conduziu a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra Criança Cidadã do Recife. Regeu a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba. Na sua formação como regente foi aluno de Wolfgang Groth, Nelson Nuremberg e Guilhermo Scarabino. Desde 2005, estuda com o maestro Osvaldo Ferreira. Participou de Master Class com os maestros Kurt Masur e, recentemente, com Dante Anzolini. Ainda teve como mestres o maestro José Siqueira, José Alberto Kaplan, Iara Bernette, Violeta de Gainza, Guilhermo Campos e Horácio Schafer.

Conduziu a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marines e sua Gente, do DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Tem acompanhado com frequência artistas populares com a OSPB e OSPB Jovem em concertos populares, tais como: Ângela Ro Ro, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione, Toninho Ferragutti, Geraldo Azevedo e Dominguinhos, sempre com sucesso de público e crítica. No ano de 2012, recebeu a Comenda de Honra ao Mérito, pelo desempenho profissional frente à OSPB.

Serviço: Orquestra Sinfônica da Paraíba – 6º concerto oficial da Temporada 2015

Regência: maestro Luiz Carlos Durier (regente titular da OSPB)

Solista: Vinícius Amaral (violino)

Data: quinta-feira (14)

Hora: 20h30

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira, Espaço Cultural José Lins do Rego, av. Abdias Gomes de Almeida, 800, Tambauzinho

Entrada: gratuita