João Pessoa
Feed de Notícias

Orquestra Sinfônica da Paraíba apresenta 13º concerto da temporada 2015

sexta-feira, 23 de outubro de 2015 - 08:54 - Fotos:  Arquivo

A Orquestra Sinfônica da Paraíba realiza o 13º concerto da temporada 2015 na próxima quinta-feira (29), em João Pessoa. Na apresentação, que começa às 20h30, na Sala Maestro José Siqueira (Espaço Cultural), a dança tem destaque desde a abertura até a conclusão. O ritmo nordestino entra em ação com o xote de Luiz Gonzaga, além do repertório que resgata danças do folclore russo, da Morávia e Silésia e uma valsa. A regência é do maestro Luiz Carlos Durier, titular da OSPB. A entrada custa R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia).

 

O concerto inicia com a “Abertura Brasileira” de Edino Krieger, composta em Londres no ano de 1955, quando o compositor, então com 27 anos, realizava um estágio de estudos, como bolsista do Britsh Council, sob a orientação de Lennox Berkeley, da Real Academia de Música. A obra começa com uma introdução lenta que leva a um majestoso Allegro. A cadência melódica da flauta introduz um segundo tema de caráter nordestino, em uma citação temática de um xote de Luiz Gonzaga, o solo do violino reconduz ao tema inicial e a peça encerra à maneira de uma fanfarra carnavalesca levada pelos metais, segundo palavras do autor.

 

De Rimsky-Korsakov a OSPB apresenta, pela primeira vez na Paraíba, a “Abertura sobre temas russos, Op. 28”. O conteúdo temático foi  inspirado em temas do folclore daquele país. O mestre da orquestração juntou três belas melodias, de caráter bem distinto, com resultado de grande beleza.

 

Rauph Vaugham Williams escreveu “As Vespas” como música incidental em 1909, para a versão da peça de teatro satírica do grego Aristófanes (atribuído 446 a.C. a 386 a.C.) e depois rearranjou em forma de suíte. A Abertura se tornou muito conhecida como peça de concerto, principalmente pelo tema central.

 

“As Danças de Laschian” foi a primeira obra madura do compositor checo Leos Janacek. Sua inspiração veio das canções folclóricas da região da Morávia. O trabalho é dividido em seis danças muito distintas e retratam com a música, o cotidiano e as manifestações artísticas e de trabalho. O ancião, a bem-aventurança, o ferreiro, o camponês são elementos bem representados nessas alegres e divertidas danças de fácil assimilação.

 

“Convite à Dança, Op. 65”, é de fato, uma peça para piano escrita por Carl Maria von Weber, em 1819. Em concerto é apresentada com a belíssima orquestração realizada por Hector Berlioz em 1841. Na realidade, esse Rondó foi escrito para ouvir e não para dançar. Curiosamente, a orquestração teve uma bela coreografia concebida para os balés russos no início do século passado, com o título “O Espectro da Rosa”, tornando-a conhecida e apreciada como peça de concerto.

 

“Estamos em um processo de crescimento artístico e musical. O repertório inspirador e desafiante, convidados ilustres que sempre somam e parcerias nos ajudam nesta caminhada ao futuro. Nossa meta é elevar a Paraíba ainda mais como referência musical”, reafirma o maestro Luiz Carlos Durier.

 

Serviço:

Orquestra Sinfônica da Paraíba – 13º Concerto Oficial – Temporada 2015

Regência: maestro Luiz Carlos Durier (titular da OSPB)

Data: 29/10

Hora: 20h30

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira

Entrada: R$ 4 (inteira), R$ 2 (meia)