João Pessoa
Feed de Notícias

Orquestra Sinfônica apresenta concerto com a pianista Juliana D’Agostini

segunda-feira, 24 de novembro de 2014 - 11:51 - Fotos:  Divulgação

A Orquestra Sinfônica da Paraíba apresenta a ‘alma brasileira’ no concerto desta quinta-feira (27), que tem como convidada a pianista Juliana D’Agostini, que tocará no solo paraibano pela primeira vez. Sob regência do maestro titular Luiz Carlos Durier, a apresentação começa às 20h30, na Sala de Concerto Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural José Lins do Rego. A entrada é gratuita.

O concerto inicia com a dança sensual e dramática da ópera Sansão e Dalila, de Camille Saint-Saens. Devido à beleza e sucesso da composição, a ‘Bachanale’ se tornou uma peça de concerto muito apreciada. Na encenação, o personagem de Sansão é trazido humilhado e cego à presença dos filisteus.

O alagoano Hekel Tavares foi um compositor que transitava livremente entre o erudito e o popular com grande talento e maestria. Com isso, presenteou os amantes da música com o ‘Concerto para Piano e Orquestra em Formas Brasileiras, Op. 105 Nº 2’. Esta obra ajudou a universalizar o Brasil musical, contribuindo com a definição do caráter brasileiro. É com brasilidade que enumera os títulos dos três movimentos. O impactante batuque e a singeleza da modinha no primeiro, o ponteio da viola caipira no segundo e o vibrante maracatu no final, onde o piano solista dialoga com orquestra através de melodias apaixonadas, ritmos marcantes e harmonias emocionantes.

O programa do concerto traz, ainda, a ‘Primeira Sinfonia de Carl Nielsen’, composta em 1894, um produto de um homem de vinte e poucos anos, cheio de impressões de sua viagem de estudos e ansioso por deixar sua marca na história da música. A composição incide mais sobre a invenção de temas que em seu desenvolvimento. O primeiro movimento é caracterizado pelo orgulho. No segundo, há uma cena pastoral de grande paixão que transita entre o sereno e o intenso. O gentil e calmo ‘Scherzo’ tem na sessão central (Trio) um grandioso coral confiado aos metais. A euforia é contagiante no último movimento que leva ao triunfante e apoteótico final.

É com esse espírito que a OSPB realiza mais um concerto, mostrando brasilidade e o orgulho da nossa terra. A busca incessante pela qualidade artística é a nossa meta. Estamos retomando a grande caminhada rumo ao futuro e ao reconhecimento”, diz o maestro Luiz Carlos Durier, titular da Orquestra paraibana.

Juliana D’Agostini (pianista) – Nascida em São Paulo, em 1986, iniciou seus estudos de piano aos 5 anos. Formou-se em piano pela Universidade de São Paulo (USP), sob a tutela de Eduardo Monteiro. Fez especializações na França, Académies Internationales d’Été du Grand Nancy e Strasbourg National Conservatoire, e nos Estados Unidos, sob a regência de Wha Kyung Byun, em Boston, de Caio Pagano, no Arizona, e de Max Barros, em Nova York.

Além de ter conquistado diversos prêmios, solou com importantes orquestras como Orchestra Femminile Italiana, Curitiba Sinfônica, Orquestra Sinfônica da Bahia, Filarmônica Vera Cruz, Orquestra Sinfônica Heliópolis, OCAM, USP Filarmônica e Bachiana Filarmônica. Passou por importantes festivais de música clássica no Brasil e no exterior, como o Académies Internationales d’été du Grand Nancy 2009 (França), além de participar de master classes com conceituados pianistas estrangeiros, tais como Petr Jirikowsky (Conservatório de Praga) e Jyeon Kang (Coreia do Sul), entre outros.

Juliana possui três álbuns gravados: ‘Chopin / Liszt’ (2010), ‘Juliana D’Agostini + Catalin Rotaru’ (2011) e ‘Juliana D’Agostini + Emmanuele Baldini’ (2013).

Luiz Carlos Durier (regente) – Natural de João Pessoa (PB), Luiz Carlos Durier é o regente titular da OSPB Jovem há 17 anos. Seu trabalho direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil. As suas interpretações cativantes e criativas produzem sempre sucesso de público e crítica. Sob sua batuta já se tornou tradição a Jovem apresentar estreias mundiais com excelente qualidade técnica e artística. Em setembro de 2013 foi nomeado diretor artístico e regente titular da OSPB.

Na UFPB concluiu o ensino superior de música nos cursos de Licenciatura e Bacharelado. Desde que chegou a Escola de Música Anthenor Navarro (Eman), em 1991, lidera atividades de educação musical ensinando Musicalização, Viola e Música de Câmara e Regência. Participou das XIX e XX Semana da Música da UFRN como professor da classe de regência. Na UEPB está realizando o Curso de Especiação Em Fundamentos da Educação – Práticas Pedagógicas Interdisciplinares.

Como regente convidado conduziu a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra Criança Cidadã do Recife. Regeu a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba. Na sua formação como regente, foi aluno de Wolfgang Groth, Nelson Nuremberg e Guilhermo Scarabino. Desde 2005, estuda com o maestro Osvaldo Ferreira. Participou de Master Class com os maestros Kurt Masur e, recentemente, com Dante Anzolini. Ainda teve como mestres o maestro José Siqueira, José Alberto Kaplan, Iara Bernette, Violeta de Gainza, Guilhermo Campos e Horácio Schafer.

Conduziu a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marines e sua Gente, do DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Tem acompanhado com frequência artistas populares com a OSPB e OSPB Jovem em grandes concertos populares, tais como: Ângela Ro Ro, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione “Marrom”, Toninho Ferragutti, Geraldo Azevedo, Dominguinhos e, recentemente, Cezzinha do Acordeom, sempre com grande sucesso de público e crítica.

Serviço

6º Concerto oficial da Orquestra Sinfônica da Paraíba – Temporada 2014

Regência: Maestro Luiz Carlos Durier

Solista: Juliana D’Agostini (piano)

Data: 27/11 (quinta-feira)

Hora: 20h30

Local: Sala de Concerto Maestro José Siqueira

Entrada: gratuita