João Pessoa
Feed de Notícias

Orquestra jovem faz concerto inspirado na cultura nordestina nesta quinta

quinta-feira, 13 de junho de 2013 - 10:54 - Fotos:  Secom-PB

A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba apresenta, nesta quinta-feira (13), Dia de Santo Antônio, o 4º concerto da temporada 2013. O espetáculo dá destaque ao Nordeste, no repertório formado por tangos, concerto para flauta e uma sinfonia inspirada na cultura popular brasileira. A apresentação acontece às 20h e tem como cenário o Mosteiro de São Bento, enriquecendo ainda mais o espetáculo sob a regência do maestro Luiz Carlos Durier. A entrada é gratuita.

A programação inicia com a alegre e dançante “Tuscaloosa Tango”, de Daniel Léo Simpson, composta em 2009 para um concurso de composição no Estado do Alabama, dos Estados Unidos, peça que foi estreada pela OSJPB e, atendendo a pedidos, volta ao repertório.

O Concerto para Flauta “O Pintassilgo”, composto por Antonio Vivaldi, é uma clara demonstração de que o compositor italiano tinha compreensão do instrumento, escrito com trinados, passagens rápidas e ritmos pontilhados, que lembram os gorjeios de um pintassilgo. A obra inicia com um allegro introdutório e dá lugar ao solo da flauta. A solista da noite é a jovem Carol Galvão, que iniciou os estudos de música aos 10 anos, na Escola de Música Anthenor Navarro (Eman).

A “Sinfonia Popular”, de Radamés Gnattali, transita pelas fronteiras da música brasileira, indo da popular à música de concerto. O mestre Gnattali conhecia muito bem a música da nossa terra, já que conviveu com os grandes nomes da MPB em toda a sua vida. Escrita entre 1955 e 1956, seus quatro movimentos nos leva em uma viagem por todas as regiões do Brasil.

A sinfonia abre com um tema solene, quase religioso, contrastando com um segundo de caráter brincalhão. Em seguida, o movimento é um baião, que simboliza o espírito do nordestino. A peça encerra com um final grandioso e alegre, que expressa bem o povo brasileiro.

Carol Galvão - Iniciou seus estudos musicais aos 10 anos, na Escola de Música Anthenor Navarro (Eman), com a flauta transversal, sob a orientação de Mabel Hipólito (in memorian) e George Albert. Aos 17 anos concluiu o Curso Técnico em Música e iniciou o Bacharelado em Música na UFPB, sob a orientação do professor Gustavo de Paco, com quem se graduou, em 2007.

Participou de vários festivais de música, entre os quais o Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga (Juiz de Fora/MG), Festival Internacional de Flautistas (São João Del-Rey/MG), Festival Eleazar de Carvalho (Fortaleza/ CE), Mostra Internacional de Música em Olinda (Olinda/PE), Festival Internacional Brasil-Alemanha (Rio de Janeiro/RJ), Festival Internacional de Música de Campina Grande (Campina Grande/PB) e Meisterkurs-Urkunde (Hamburg-Alemanha). Realizou master classes com renomados professores, como Michel Bellavance (Suiça), Jean Saghaard (França), Anders Ljungar-Chapelon (Suécia), Janet Arms (USA) e Sergio Barrenechea (Brasil), entre outros.

Carol Galvão participou de diversos grupos e orquestras de João Pessoa, como a Orquestra Infantil da Paraíba, Orquestra de Câmara do IFPB, Orquestra da Eman e Orquestra de Campina Grande. É flautista/bolsista da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba (OSJPB), desde 2007, sob a regência do maestro Luiz Carlos Durier e da Orquestra de Câmara da Cidade de João Pessoa (OCCJP), desde 2010, sob a regência de Carlos Anísio.

Também atuou como flautista convidada na OSPB, nos anos de 2010 a 2012, trabalhando com renomados maestros, a exemplo de Elena Herrera, Marcos Arakaki, Gustavo de Paco, Ernst Mahle e Enaldo Oliveira, e também nas orquestras de festivais com Maurice Peress (USA), Christopher Zimmerman (AUS), Diogo Pacheco e Norton Morozowicz (Brasil).

É integrante fundadora do grupo de câmara Quinteto Sonare (2007) e, juntamente com a flautista Maria Leopoldina Cardoso, integra o duo de flautas Cardoso-Galvão (2008), com quem lançará em breve um CD de música contemporânea de compositores do Estado, um projeto do Compomus/UFPB. Também teve a oportunidade de participar dos CDs: “Tom K, por alunos” (2009), “Mostra Sesc de Música Paraibana” (2010), “Cátia de França e Camerata Arte Mulher – No bagaço da Cana um Brasil adormecido” (2012).

Paralelamente, iniciou sua carreira como professora de música na Eman, onde ministra aulas de flauta transversal desde 2004. Foi também professora do curso técnico em performance, ingressando por concurso público, no Centro Profissionalizante de Criatividade Musical do Recife, atual Escola Técnica Estadual de Criatividade Musical. Participa como professora de música do projeto Prima – Programa de Integração através da Música e Artes, desde sua fundação em 2012. Recentemente, foi aprovada em concurso público para professor substituto de flauta transversal no Conservatório Pernambucano de Música.

Luiz Carlos Durier - Natural de João Pessoa, Luiz Carlos Durier é o regente titular da OSJPB há 15 anos e regente assistente da OSPB desde 2001. O seu trabalho direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil.

Como regente convidado, conduziu a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra Criança Cidadã do Recife. Regeu também a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba. Na sua formação como regente, foi aluno de Wolfgang Groth, Nelson Nuremberg e Guilhermo Scarabino, e desde 2005 estuda com o maestro Osvaldo Ferreira. Participou de master class com o maestro Kurt Masur e ainda teve como mestres José Siqueira, José Alberto Kaplan, Iara Bernette, Violeta de Gainza, Guilhermo Campos e Horácio Schafer.

Na UFPB, concluiu o ensino superior de música nos cursos de licenciatura e bacharelado. Desde que chegou a Escola de Música Anthenor Navarro (Eman), em 1991, lidera atividades de educação musical ensinando Musicalização, Viola e Música de Câmara.

Luiz Carlos Durier participou das XIX e XX Semana da Música da UFRN como professor da classe de regência e conduziu a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marinês e sua Gente e do DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Tem acompanhado com frequência artistas populares com a OSPB e OSPB Jovem em grandes concertos populares, tais como Ângela Ro Ro, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione, Toninho Ferragutti, Dominguinhos e Geraldo Azevedo.

Serviço:

Concerto da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba

Data: Quinta-feira (13)

Hora: 20h

Local: Mosteiro de São Bento

Entrada: gratuita