João Pessoa
Feed de Notícias

Orquestra apresenta ‘Missa Nordestina’ com participação do Coro Sinfônico

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014 - 10:14 - Fotos:  Walter Rafael/Secom-PB

A Orquestra Sinfônica da Paraíba finaliza a temporada de 2014 com a ‘Grande Missa Nordestina’, onde a voz humana tem destaque especial, com a participação do Coro Sinfônico e dois solistas – a soprano Nazaré Rocha e o barítono Felipe Oliveira. A apresentação, que terá ainda a estreia do violoncelista Ítalo Rafael, acontece nesta quinta-feira (11), às 20h30, na Sala de Concerto Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural. A regência é do maestro Luiz Carlos Durier, titular da OSPB e a entrada é gratuita.

O concerto inicia com o Pas de Deux (passo a dois) do Ballet Quebra Nozes de Tchaikovsky, uma música emocionante, cujo tema melódico é apenas uma escala maior descendente, tratada de forma especial, em uma brilhante orquestração.

O violoncelo é o instrumento que mais se aproxima da voz humana, por isso tantos concertos destinados a esse instrumento. Dmitri Kabalevsky compos esta obra em 1949, dedicando ao jovem e promissor violoncelista Svyatoslav Knushevitsky. O Concerto para violoncelo N°. 1 em Sol menor, Op. 49 é uma obra virtuosa, que requer grande habilidade musical e técnica do solista e da orquestra. Os três movimentos se integram perfeitamente premiando os ouvintes com temas russos de rara beleza.

A ‘Grande Missa Nordestina’ foi um marco na história da música da Paraíba, que teve sua estreia mundial em 1979, com os Corais da UFPB e Escolas Fisk. Nas palavras do maestro Clóvis Pereira, a composição surgiu da necessidade de valorizar elementos próprios da música regional. A pesquisa incessante aliada a uma vivência real e objetiva com a cultura do Nordeste permitiu que esta obra retratasse o mais fielmente possível aquelas “Constâncias Brasileiras”, a que se referia Mário de Andrade.

“Podemos dizer que a Missa Nordestina, possuindo todos os seus temas originais, é uma afirmação dos nossos propósitos para encontrar os caminhos de uma verdadeira música artística brasileira”, explica Luiz Carlos Durier, acrescentando que é um momento de celebração e júbilo, para encerrar o ano com a certeza de um futuro promissor e musical. “Muitas conquistas aconteceram este ano e temos muitos projetos a realizar proximamente. Agradecemos a todos que participaram dessa jornada, à OSPB que carinhosamente chamamos de ‘Orgulho da nossa Terra’ e, principalmente, ao público que nos aplaudiu e prestigiou”, finaliza o maestro.

Ítalo Rafael (violoncelista) –  Começou seus estudos aos 13 anos na Escola de Música Eleazar de Carvalho, na cidade de Iguatu (CE). Aos 18, foi estudar no Conservatório de Artes Integradas de Briançon (França), onde desenvolveu trabalho em duas orquestras e vários grupos de câmara. Concluiu o curso com nota máxima e “Felicitations” do júri. Nesse período foi à Paris tocar na classe da professora Isabelle Veyrier, onde obteve a carta de recomendação para estudar no conservatório de Créteil em Paris.

Participou de oito Festivais Eleazar de Carvalho em Fortaleza (CE), dois Festivais Eleazar de Carvalho em Itu (SP), dois Festivais de Música do Centro-Sul e Vale do Salgado, Festival Violoncelles en Folie (França), e   tocou em  master-classes.

Como professor, lecionou na escola de musica Eleazar de Carvalho e no Centro de Ensino Musical Hulda Lage, no Primeiro Festival de Violoncelos em Folia, Fortaleza (CE). Atualmente é aluno do curso de Bacharelado em Música na Universidade Federal da Paraíba. Violoncelista principal da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba e músico convidado da OSPB, participa também do Grupo de Música de Câmara Camena.

Nazaré Rocha (soprano) –  Estudou canto na UFPE, na Unicamp e na Unirio. Cantou no Coral do Estado do Rio Grande do Norte durante oito anos e atuou como preparadora vocal do Madrigal da UFRN. Participou de diversas master classes.

Cantou com a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte e com a Orquestra do Estado da Paraíba. Atualmente, faz especialização em Biossíntese pelo Instituto Brasileiro de Biossíntese, pertencente à International Fundation for Biosynthesis, com abordagem de psicoterapia corporal, buscando a contribuição para o canto. Fez mestrado em canto performance na Unicamp e doutorado no ensino do canto na Unirio. Desde 1997, é professora de canto da Escola de Música da UFRN.

Felipe Oliveira (barítono) – Iniciou os estudos de canto em Maceió (AL), prosseguindo na Unesp, em São Paulo. Fez aperfeiçoamento, pós-graduação em Árias de Ópera do Belcanto no Teatro Real de Madrid com bolsa da Fundación Carolina e participou de masterclasses.

Residente na Europa desde 2006, fez Escola de Ópera e Mestrado em Performance Vocal (Repertório Sinfônico e de Câmara) na Royal Scottish Academy of Music and Drama em Glasgow – Escócia (hoje chamada Royal Conservatoire of Scotland), totalmente financiado pelo RSAMD Trust, e devido a seu desempenho foi agraciado com a bolsa de estudos Internacional do Associated Board of Royal Schools of Music 2007/2009.  Foi um dos ganhadores da Dewar Arts Awards em 2007 e 2008, prêmio em forma de bolsa de estudos concedido pelo Parlamento Escocês e já foi bolsista da Samling Foundation.

Como solista já colaborou com orquestras da Alemanha, Escócia, Inglaterra, Itália,  Amazonas Filarmônica, Sinfônicas de Minas Gerais, do Espírito Santo, Jovem da Paraíba e do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, entre outras. Em Ópera, atuou em “Don Giovanni”, “Don Pasquale”, “A Flauta Mágica”, “Carmen”, “Cosi Fan Tutte”, “La Boheme” e “O Elixir do Amor”. Atualmente, aperfeiçoa-se na renomada Academia de Belcanto – CUBEC, em Modena – Itália.

Luiz Carlos Durier (regente) – Natural de João Pessoa (PB), é o regente titular da OSPB Jovem há 17 anos. Seu trabalho direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil. Sob sua batuta, já se tornou tradição a Jovem apresentar estreias mundiais com excelente qualidade técnica e artística. Em setembro de 2013, foi nomeado diretor artístico e regente titular da OSPB.

Na UFPB, concluiu o ensino superior de música nos cursos de Licenciatura e Bacharelado. Desde que chegou à Escola de Música Anthenor Navarro (Eman), 1991, lidera atividades de educação musical ensinando: Musicalização, Viola e Música de Câmara e Regência. Participou das XIX e XX Semana da Música da UFRN como professor da classe de regência. Na UEPB, está realizando o Curso de Especiação Em Fundamentos da Educação – Práticas Pedagógicas Interdisciplinares.

Como regente convidado conduziu a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra Criança Cidadã do Recife. Regeu a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba. Desde 2005, estuda com o maestro Osvaldo Ferreira. Participou de Master Class com os maestros Kurt Masur e, recentemente, com Dante Anzolini.

Conduziu a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marines e sua Gente e do DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Tem acompanhado com frequência artistas populares com a OSPB e OSPB Jovem em grandes concertos populares, a exemplo de Ângela Ro Ro, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione, Toninho Ferragutti, Geraldo Azevedo, Dominguinhos, Cezzinha do Acordeom, sempre com grande sucesso de público e crítica.

Serviço

7º Concerto Oficial da Orquestra Sinfônica da Paraíba

Regência: Luiz Carlos Durier

Participação: Coro Sinfônico da Paraíba

Solistas: Ítalo Rafael (violoncelista), Nazaré Rocha (soprano), Felipe Oliveira (barítono)

Data: 11/12/14 (Quinta-feira)

Hora: 20h30

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira

Entrada: gratuita