João Pessoa
Feed de Notícias

Órgãos do Governo se reúnem para distribuir doações da campanha ‘Abrace Paraíba’

terça-feira, 26 de julho de 2011 - 17:54 - Fotos: 

Mais de 60 desabrigados do município de Lucena receberam donativos.Foto:Secom-PB

Cestas básicas, colchões e agasalhos já estão chegando para quem perdeu tudo depois das fortes chuvas que devastaram mais de 40 municípios paraibanos. Equipes da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (SEDH), Defesa Civil e Corpo de Bombeiros estão se dividindo pela manhã e pela tarde para distribuir as doações feitas à campanha ‘Abrace Paraíba’, coordenada pela SEDH.

Nesta segunda-feira (25), mais de 60 desabrigados do município de Lucena receberam donativos. Os servidores públicos envolvidos na campanha também vibram com cada doação. “É muito bom saber que a gente está amenizando um pouco o sofrimento destas pessoas. O trabalho é árduo, mas é gratificante”, disse Neide Nunes, técnica da SEDH.

Doações – Até o final da manhã desta terça-feira (26), foram arrecadados 400 colchões, 400 agasalhos e 60 toneladas de alimentos, além de mais de cinco mil cestas enviadas pelo Governo Federal.

Doações já foram entregues em Santa Rita, Bayeux, Rio Tinto, Cruz do Espírito Santo, São Miguel, São José dos Ramos, Lucena e Mamanguape. Nesta quarta-feira (27), as equipes estarão em Salgado de São Félix, São José dos Ramos e Mulungu.

A campanha “Abrace Paraíba” se encerra na próxima sexta-feira (29). A meta é atingir 100 toneladas de alimentos. O Governo Federal garantiu enviar mais cinco mil cestas, totalizando dez mil doadas à Paraíba.

Onde doar – Os postos para doação de alimentos estão nas Casas da Cidadania, Espaço Cultural, Emater, PBtur, Batalhões da Polícia Militar, Associação dos Plantadores de Cana (Asplan) e igrejas. O Banco do Brasil também destinou a conta 100.000-4 agência: 1618-7 para as doações em dinheiro.

Alerta às prefeituras – A secretária da SEDH, Aparecida Ramos, alerta os prefeitos das cidades atingidas pelas chuvas sobre a urgência de preencher a avaliação de danos na Defesa Civil do Estado. “Se eles não fizerem isso, os municípios não poderão receber os benefícios para a recuperação dos estragos. Colocamos técnicos da SEDH à disposição de cada município”, enfatizou.