João Pessoa
Feed de Notícias

Orçamento Democrático Escolar realiza plenárias em todas escolas da rede estadual

quarta-feira, 12 de junho de 2013 - 17:34 - Fotos:  Secom-PB

Alunos, professores, funcionários e pais de alunos das 806 unidades de ensino da rede estadual participaram, durante esta quarta-feira (12), do Orçamento Democrático Escolar 2013. A abertura oficial ocorreu em João Pessoa, na Escola Estadual Débora Duarte, no Funcionários II, com a presença da secretária de Estado da Educação, Márcia Lucena. O evento ocorreu na quadra de esportes e foi bastante prestigiado pela comunidade escolar e contou com as presenças da gerente de Fortalecimento da Escola, Edinalva Alves, da gerente da 1ª Regional de Educação, Wleika Aragão, da gerente executiva do OD Estadual, Ana Paula, e da consultora do ODE, Helena Serrano.

A secretária de Estado da Educação, Márcia Lucena, falou da importância do OD Escolar para a realização de uma gestão pactuada com a comunidade escolar, onde todos têm vez e voz. Ela destacou o empenho da gestão escolar para a transformação e citou o exemplo da Escola Débora Duarte com os bons resultados alcançados. “Estamos todos aqui para servir e precisamos fortalecer esse elo e fazer uma rede consistente, onde tenha informação e possamos trabalhar lado a lado, para obtermos resultados positivos na Educação”, enfatizou.

O OD Escolar está em sua terceira edição e objetiva ampliar a participação das comunidades escolares e locais na gestão administrativa, financeira e pedagógica das escolas públicas, com vistas à melhoria da qualidade da educação. A ação é desenvolvida pela Gerência de Programas de Fortalecimento da Escola (GProfesc/SEE).

O professor de Filosofia da Escola Débora Duarte, Orlandi de Sousa, apresentou vídeos sobre a situação da escola antes e depois do ODE, mostrando as melhorias que ocorreram na parte de infraestrutura, mobiliário, iluminação, inclusão digital com a instalação de laboratório de informática, material didático e demais benefícios realizados na unidade de ensino. O professor Orlandi ressaltou o apoio do governador Ricardo Coutinho, que segundo ele, é sensível às necessidades da escola e conseguiu transformar a realidade dela.

O diretor da Escola Débora Duarte, José Edmilson Cardoso, explicou sobre os programas desenvolvidos na escola, os recursos que o estabelecimento de ensino recebe, por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), e fez uma prestação de contas à comunidade escolar sobre a utilização desses recursos. Edmilson falou das dificuldades encontradas e superadas desde que assumiu a direção da escola, junto com a comunidade escolar. “Foi um trabalho árduo, mas com a participação de todos conseguimos muitas transformações. Peço o apoio de todos para continuar a gestão pactuada com cidadania, pois sonho que se sonha só é pura ilusão, sonho que se sonha em conjunto torna-se realização”, afirmou.

A aluna da 1ª série do Ensino Médio da Escola Débora Duarte, Jussara Daniele Nóbrega da Silva, disse que e OD Escolar é muito importante. “Antes, a minha escola não tinha estrutura, segurança, identificação, a não ser pichação de muros, porque aqui no bairro inteiro, a Débora Duarte era um ponto de venda de drogas aos olhos da população. A população não via aqui como uma escola, via como ponto de drogas, lugar de marginal, só não via a educação. Os moradores do bairro fazem questão de dizer ‘meu filho estuda no Débora’ porque antes eles iam para escolas no Centro ou outros lugares, menos aqui. Mudou cem por cento a realidade da escola”, observou.

A aluna Aury Bezerra, da 3 ª série da EJA Médio, disse que desde a mudança da gestão, a escola começou a progredir de uma forma tão grande que se tornou conhecida como escola de ensino estadual que está num patamar mais elevado. “O convívio com os professores é bom, eles interagem com os alunos, são professores de verdade. O diretor não é daqueles que ficam na salinha, reservado, querendo mandar em todo mundo. Edmilson tem uma maneira diferente e inovadora de tratar os alunos e os alunos o tratam com respeito. Ele também revitalizou a escola dando vida, a exemplo das bandeiras que não existiam e da arborização. São pequenos detalhes que fazem com que o aluno tenha interesse em vir para a escola de verdade”, ressaltou.

Na assembleia, houve a apresentação do relatório de execução financeira de 2012 e a publicização das ações e projetos em desenvolvimento na escola em 2013, incluindo o de preservação do patrimônio escolar. Foram informadas as fontes de recursos e valores repassados à escola para sua manutenção e investimentos e a deliberação sobre a melhor forma de utilização dos recursos que são transferidos diretamente às escolas, por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) Estadual e Federal, com definição das demandas priorizadas este ano.