João Pessoa
Feed de Notícias

Operação ‘Voto Seguro’ da Policia Militar vai mobilizar 8.500 homens nas eleições

terça-feira, 2 de outubro de 2012 - 15:55 - Fotos: 

A Polícia Militar da Paraíba lançou nesta terça-feira (2), a operação ‘Voto Seguro’. Um total de 8.500 militares  irão realizar policiamento ostensivo nas eleições 2012. Todo o planejamento operacional da corporação para esse evento foi apresentado ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), desembargador Marcos Cavalcanti, e a imprensa. A apresentação aconteceu durante solenidade realizada no Centro de Ensino da PMPB, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

Também foi apresentado o novo sistema de monitoramento de ocorrências em tempo real desenvolvido pioneiramente pelo setor de Tecnologia de Informação da PMPB. O instrumento, lotado na intranet da Polícia Militar, está em funcionamento desde maio e subsidiou todo o planejamento do esquema de segurança das eleições 2012.

“Já temos condições de acompanhar em tempo real qualquer ocorrência registrada em um dos 223 municípios paraibanos e responder rapidamente com as ações necessárias”, garantiu o coordenador de Planejamento Operacional da PMPB, tenente coronel Onivan Elias. O comandante geral da PM, coronel Euller Chaves, também destacou os benefícios que esse instrumento traz para a sociedade, já que ele aperfeiçoa a utilização dos recursos disponíveis pela corporação e proporciona a ocorrência de ações preventivas.

“O sistema também subsidiará o trabalho nos Centros de Comandos e Controle, onde todas as forças da segurança pública estarão articuladas durante o pleito, para promover a paz social. Detectado o problema, a resposta virá rapidamente de uma instituição ou de todas elas, já que essa integração é fundamental”, disse ele.

Projeto estruturado – O presidente do TRE, desembargador Marcos Cavalcanti, disse que “nunca houve um planejamento operacional tão detalhado para as eleições na Paraíba. É a primeira vez que vejo um projeto tão bem estruturado e é por isso que estamos registrando um período eleitoral de muita tranquilidade. Não canso de elogiar a Polícia Militar e a Civil”, afirmou.

Toda a distribuição do efetivo para as 223 cidades do Estado foi feita levando em conta a realidade constatada em cada região, por meio do sistema de planejamento operacional da PM. Nesse sentido, 20 regiões consideradas mais críticas estão recebendo atenção ‘especial’ da corporação e reforço policial de forma antecipada.

Mais de mil viaturas (entre carros e motos) foram disponibilizadas para dar suporte ao trabalho dos policiais militares durante o pleito. “Recebemos esse projeto com muita alegria e percebemos o empenho de todos os órgãos de segurança, especialmente a Polícia Militar, que designou quase todo o efetivo para coroar essa festa da democracia com bastante segurança”, avaliou o secretário Executivo da Segurança Pública, Jean Nunes.

Funcionamento do sistema – Além do monitoramento das ocorrências em tempo real, o sistema desenvolvido pela Polícia Militar proporciona todo o suporte necessário para o bom funcionamento do policiamento durante as eleições. O sistema está abastecido com informações dos 223 municípios, com dados que vão desde a quantidade de eleitores e candidatos até os serviços sociais oferecidos em cada região (hospitais, delegacias) e as autoridades presentes na localidade (promotores, juízes, delegados).

No dia do pleito, em 7 de outubro, o sistema ficará acessível a todas as forças envolvidas na segurança do processo (Polícias Civil, Federal, Rodoviária Federal, Exército e Bombeiros), por meio das três centrais de comando instaladas nas cidades polos (João Pessoa, Patos e Campina Grande).  As sedes regionais concentrarão as ocorrências das suas respectivas microrregiões e terão a presença de um representante de cada força, além do juiz e do promotor eleitoral.

Cartilha de procedimentos – Para as eleições deste ano, a Polícia Militar também elaborou uma cartilha de procedimentos com 23 situações hipotéticas que o policial poderá encontrar durante o pleito. O material, que foi desenvolvido após um estudo de caso das ocorrências registradas em eleições anteriores, proporcionará unicidade ao trabalho da PM. A cartilha está disponível no site da instituição (http://www.pm.pb.gov.br/) e também terá aproximadamente três mil cópias impressas distribuídas entre o efetivo.

Segurança das urnas e distribuição do efetivo – Em cada um dos 1.733 locais de votação que receberão as urnas eletrônicas, pelos menos dois policiais militares farão a guarda. Nesta terça-feira, 10% do efetivo total que será empregado na operação ‘Voto Seguro’ já embarcou para três cidades do interior (Sousa, Pombal e Marizópolis). Amanhã, mais 80% do efetivo  será deslocado, de modo que na quinta-feira (4) todos os policiais militares já estarão distribuídos para reforçar o policiamento em toda a Paraíba.