Fale Conosco

17 de novembro de 2011

Operação ‘Rota do Seridó’ cumpre mandados por tráfico em Juazeirinho



Policiais da 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil, sediada em Campina Grande, realizam desde o inicio da manhã desta quinta-feira (17), em Juazeirinho, no Seridó paraibano, a operação “Rota do Seridó”, com o objetivo de cumprir 22 mandados de prisão e de busca e apreensão, todos por tráfico de drogas.

De acordo com os delegados Fernando Antônio e Everaldo Barbosa, coordenadores da operação, 60 homens participam das buscas em estabelecimentos comerciais e residências, na cidade e zona rural do município. Até o final da manhã, 17 pessoas haviam sido presas e houve apreensão de drogas e uma arma de fogo. A operação não tem hora para terminar.

Os presos até o momento são: Marquetio Maximiniano do Nascimento; Leandro da Silva, o Léo; Edvania Lucas de Melo, conhecida por Doda; João Batista Vieira Paciência, o Batata; Edilson Eufrásio de Lima; Jessica Estevão Tibiriça; José Ramalho Batista Estevão; Cleiton Estevão da Silva; Joab Fernandes de Azevedo; Maria Aparecida Gomes; Eduardo Eufrásio de Lima; Fábio Júnior Lima; Leandro Farias Silva; Aderaldo Isidro dos Santos Tomaz; Maria Gorete Dias; Edilma Pereira de Oliveira; e José Alexandre Soares Antônio, conhecido por Xande do moto-táxi.

De acordo com a Polícia, Leandro da Silva, o Léo, estava em casa, no bairro Frei Damião, e não ofereceu resistência. No local, os policiais apreenderam crack, maconha e um revólver calibre 38. “Ele era o nosso alvo principal, bastante perigoso e responsável por abastecer as ‘bocas de fumo’ da região”, explicou o delegado Fernando Antônio.

Os outros, apontados pela Polícia como os “aviões” do tráfico, foram localizados logo em seguida, na cidade e sítios da zona rural. “Eles entregavam a droga em pontos específicos, mas não podemos dizer que se tratava de um grupo organizado”, disse a autoridade policial, acrescentando que a operação foi um sucesso. “Tivemos êxito no cumprimento da maioria dos mandados e vamos continuar as buscas para realizar novas prisões”, salientou .

Os presos estão sendo encaminhados para Central de Polícia de Campina Grande. Leandro da Silva, segundo o delegado, será indiciado por tráfico e posse ilegal de arma. Marquetio Maximiniano, também preso, já respondeu por roubo e estava em liberdade provisória.

O delegado regional de Campina Grande, Wagner Dorta, disse que “a Polícia Civil vai continuar com as ações de combate à criminalidade na região, com o firme propósito de trazer a paz social”.