Fale Conosco

20 de outubro de 2011

Operação ‘Olho de Vidro’ prende quadrilha acusada de roubos e clonagem de veículos



A operação “Olho de Vidro”, uma ação conjunta entre policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas da Capital e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), resultou na prisão de seis pessoas acusadas de integrar uma quadrilha especializada em roubos e clonagem de veículos nos estados da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Foram presos: João Muniz da Silva, de 30 anos, conhecido por ‘Júnior Coquinho’; Alexandre Barbosa Ferreira, de 39 anos; Mauro Gomes de Sousa, de 45 anos; Anaximandro Marinheiro, de 36 anos; Damásio Paula Costa Júnior, de 32 anos, e Willian Soares de Araújo, de 32 anos.

Os detalhes da operação foram divulgados nesta quinta-feira (20), durante coletiva à imprensa na Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds), com as presenças do secretário Cláudio Lima, do delegado geral de Polícia Civil, Severiano Pedro, do delegado da especializada Roubos e Furtos de Veículos e Cargas da Capital, Leonardo Souto Maior, além do inspetor da PRF, Walter Mota.

De acordo com o delegado Leonardo Souto Maior, o grupo foi preso na Grande João Pessoa e na divisa da Paraíba com o Rio Grande do Norte. Com eles, os policiais apreenderam dois revolveres calibre 38, uma pistola 380, documentos falsos, placas clonadas, ferramentas, além de cinco veículos com placas falsas, um Fiesta, um Agile, um Voyage e uma Strada. “Os carros eram roubados na Paraíba e Pernambuco e levados para o Rio Grande do Norte, onde ocorria a adulteração. Depois, enviados para os estados do Acre e Rondônia”, explicou o delegado Souto Maior.

Os ex-presidiários João Muniz e Alexandre Barbosa são apontados pela Polícia como os líderes da quadrilha e responsáveis pelos assaltos. “Damásio Paula pegava os carros roubados na Paraíba e Willian Soares fornecia as placas falsas para clonagem, inclusive com o lacre do Detran. Já estamos investigando para descobrir como ele conseguia esses lacres”, informou o delegado.

O secretário Cláudio Lima parabenizou os policiais e falou da importância da integração entre a Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal. Segundo ele, a ação é uma continuidade das operações “Delivery”, em junho deste ano, com a prisão de 17 pessoas e apreensão de 22 veículos, da operação “Camaleão”, no inicio de fevereiro, que resultou na prisão de seis pessoas e apreensão de cinco carros e documentos falsos, além de um grupo preso na Capital por roubo de Corolas. “Desde o inicio do ano quando assumimos havia um grande número de ocorrências por roubo de carros, principalmente Corola e Strada, tanto na Paraíba como nos estados vizinhos. Demos início às investigações, realizamos várias ações conjuntas e temos obtido esses excelentes resultados”, destacou o secretário.

A operação foi denominada “Olho de Vidro” porque o acusado Júnior Coquinho era descrito pelas vítimas como se tivesse um olho de vidro. Todos os acusados foram autuados em flagrante e devem ser conduzidos para um presídio da Capital. A Delegacia de Roubos e Furtos e Veículos e Cargas dará continuidade às investigações com o objetivo de recuperar outros veículos e efetuar novas prisões.