João Pessoa
Feed de Notícias

“Operação Liberdade” prende chefe do tráfico no bairro Renascer, em João Pessoa

segunda-feira, 3 de setembro de 2012 - 08:17 - Fotos: 

A Polícia Civil da Paraíba prendeu um dos principais traficantes que atuava no bairro Renascer, em João Pessoa. Esteves Williams da Silva, 49 anos, conhecido como ‘Mago Lila’, é apontado como líder de uma quadrilha que dominava o comércio de entorpecentes na região e causava temor à comunidade. A ação aconteceu durante a Operação Liberdade, iniciada na madrugada desta sexta-feira (31) não só no bairro do Renascer, mas também em outros da Capital e de Bayeux.

Na casa de Mago Lila, foram apreendidas quatro câmeras de segurança que seriam utilizadas para monitorar os moradores e observar a presença da polícia na rua. Vários objetos caros como televisores, aparelhos de som e celulares foram recolhidos.

Na residência do acusado, a polícia também encontrou centenas de “santinhos” de um candidato a vereador de João Pessoa, além de cópias de títulos de eleitor. O material de campanha será encaminhado à Polícia Federal, que deverá apurar o caso.

“Mesmo sendo cadeirante, ele comandava todo o tráfico e obrigava as pessoas da comunidade a esconder droga em suas casas, as aliciando para o mundo do crime. Quem se mostrava contrário era expulso da comunidade. Mago Lila também já cumpria pena domiciliar por tráfico de drogas”, explicou a delegada Maria Solidade de Sousa, que coordenou as investigações.

Outras 12 pessoas foram presas durante a Operação Liberdade. Todos os acusados foram autuados por associação ao tráfico e aqueles que foram flagrados com entorpecente foram autuados, também, por tráfico de drogas (arts. 33 e 35 da Lei 11.343/2006).

Sobre a operação – Entre os objetivos da Operação Liberdade, que envolveu 180 policiais civis, estava ainda o cumprimento de 18 mandados de busca e apreensão, apreensão de drogas, armas, anotações de contabilidade da venda de entorpecentes, celulares e veículos utilizados por traficantes para a operacionalização do tráfico.

 

A polícia percorreu os bairros Renascer, Ilha do Bispo e Valentina Figueiredo, na Capital, e a cidade Bayeux, apreendendo dinheiro, armas, drogas, celulares e munição. As investigações que culminaram na operação duraram cinco meses, período em que foi constatada a existência de uma organização criminosa agindo no local com o comércio de drogas.

“A ação recebeu o nome de Liberdade porque o tráfico aprisionava as pessoas de bem que vivem no bairro. Desarticulamos o principal traficante que atuava na região e, sem dúvida, pudemos devolver a tranquilidade às pessoas dessa comunidade”, relatou a delegada, acrescentando que as equipes de polícia foram aplaudidas pelos moradores ao efetuar as prisões.

O resultado da operação foi divulgado durante coletiva de imprensa realizada no final da manhã no auditório da Central de Polícia de João Pessoa e contou com a presença da delegada geral da Polícia Civil, Ivanisa Olímpio, do delegado geral adjunto André Rabelo, e da delegada Maria Solidade de Sousa.

Ivanisa Olímpio destacou o empenho dos policiais civis no combate ao tráfico de drogas em todo o Estado. “Temos uma polícia cada vez mais atuante e empenhada no combate ao crime organizado. Vamos dar continuidade a essas operações, apoiando nossos policiais que desenvolvem um trabalho focado em metas”, destacou a delegada.

O delegado geral adjunto, André Rabelo lembrou as operações recentes deflagradas pela Polícia Civil de combate ao tráfico de drogas e aos crimes patrimoniais. “Ontem, em Campina Grande foram apreendidos 10 quilos de maconha. Em menos de 15 dias, a Delegacia de Repressão a Entorpecentes também fez apreensão de dois grandes carregamentos de droga na Paraíba. O GOE tem realizado prisões diárias. Todas essas ações de repressão qualificada são importantes para a redução da criminalidade em nosso Estado”, concluiu André Rabelo.