Fale Conosco

21 de setembro de 2012

“Operação Esqueleto” prende mais um acusado de tráfico de drogas em João Pessoa



Mais uma pessoa foi presa em decorrência da Operação Esqueleto, iniciada na última quarta-feira (19), na região metropolitana de João Pessoa. Na manhã desta sexta-feira (21), a Polícia Civil prendeu Maria das Graças Henrique de Brito, de 28 anos, na comunidade do Timbó, nos Bancários, na capital.

Com ela, a polícia apreendeu várias pedras de crack, uma escopeta calibre 12 e celulares. De acordo com o delegado titular do Grupo de Operações Especiais (GOE), Cristiano Jacques, a acusada é esposa de Bruno Florêncio Teixeira, o “Gugu”, um dos presos no início da Operação Esqueleto.

“Ela tinha como função dentro do grupo esconder a droga, tirando de um lugar para outro, evitando assim o flagrante e dificultando o trabalho da polícia. A cada aprofundamento das investigações, estamos localizando e prendendo outras pessoas envolvidas no crime, além de retirar armas e drogas de circulação”, afirmou o delegado, acrescentando que outras pessoas podem ser presas no decorrer das investigações.

A acusada foi encaminhada ao Presídio Feminino da capital, onde vai permanecer à disposição da Justiça.

Operação esqueleto – A Operação já contabiliza 44 prisões, além da apreensão de armas e drogas. A ação desarticulou um grupo criminoso que atuava na Capital e que possuía vários de seus membros encarcerados, de onde continuavam comandando as atividades criminosas.

A ação, coordenada pela Polícia Civil, aconteceu de forma integrada com Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), Ministério Público Estadual, e teve origem a partir de investigações realizadas pelo Grupo de Operações Especiais (GOE). Ao todo, 355 policiais atuaram na operação que cumpriu 50 mandados de prisão e de busca e apreensão no bairro do Timbó, na capital e nas cidades de Bayeux e Santa Rita.