João Pessoa
Feed de Notícias

Operação Andróide pode provocar descredenciamento de dez autoescolas

quarta-feira, 2 de maio de 2012 - 12:51 - Fotos:  Cláudio César/Secom-PB

Dez autoescolas da região metropolitana de João Pessoa podem ser descredenciadas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran). A punição foi sugerida pelo corregedor do órgão, Wallber Virgolino, após a deflagração da Operação Andróide, na última sexta-feira (27).

Entre as irregularidades constatadas estavam o funcionamento de filiais de Centros de Formação de Condutores sem a autorização do Detran, carros com documentação em atraso e instrutores que não cumpriam as resoluções do Contran ( Conselho Nacional de Trânsito) e Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

O inquérito administrativo, concluído pelo corregedor, será encaminhado ao superintendente do Detran, Rodrigo Carvalho, que  vai avaliar cada caso e determinar a punição dos Centros de Formação de Condutores investigados na operação.

Rodrigo Carvalho adiantou que a punição varia da suspensão das atividades, por tempo determinado,  ao descredenciamento. Ele disse que o setor é monitorado pela Corregedoria do Detran e pela Controladoria Regional de Trânsito e que não vai admitir qualquer irregularidade por parte das chamadas autoescolas.

Ainda segundo Rodrigo Carvalho,  os critérios para formação e avaliação dos condutores paraibanos estão cada vez mais rigorosos. Ele lembrou que, recentemente, houve mudanças na pista de provas que avalia os candidatos à Carteira Nacional de Habilitação e que, brevemente, os Centros de Formação de Condutores estarão utilizando a biometria (identificação pela digital). O sistema vai permitir maior controle da frequência dos candidatos durante as aulas teóricas e práticas.

O superintendente também revela que Centros de Formação de Condutores de Campina Grande e de outras cidades também estão na mira da Corregedoria.